Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise multimodal da medula espinhal em ataxias cerebelares hereditárias

Processo: 18/16296-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 11 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 10 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Radiologia Médica
Pesquisador responsável:Marcondes Cavalcante Franca Junior
Beneficiário:Thiago Junqueira Ribeiro de Rezende
Supervisor no Exterior: Julien Cohen-Adad
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas (FCM). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : École Polytechnique de Montréal, Canadá  
Vinculado à bolsa:17/13102-7 - Caracterização e comparação de métodos Bayesianos e baseados em Deep Learning para segmentação cerebelar, BP.PD
Assunto(s):Neuroimagem   Ataxia cerebelar   Ataxia de Friedreich   Doença de Machado-Joseph   Medula espinhal

Resumo

As ataxias cerebelares hereditárias representam um grupo heterogêneo de doenças neurodegenerativas que compartilham a ataxia cerebelar como um achado clínico em comum. Patologicamente este grupo de doenças é caracterizado por uma grande perda neuronal no cerebelo e no tronco encefálico, bem como a atrofia da medula cervical. Tais lesões são confirmadas por achados de neuroimagem, o qual tem sido largamente usado por várias décadas. No entanto, o uso de imagens de ressonância magnética da medula espinhal na pesquisa ou na clínica ainda é muito subutilizado, principalmente pela dificuldade em adquirir dados com boa qualidade devido ao grande número de artefatos e pequeno tamanho da área medular. Todavia, avanços recentes nos equipamentos de ressonância magnética, tais como escâneres com altos campos magnéticos, novas bobinas e técnicas de processamento de imagem nos permite realizar análises quantitativas confiáveis da medula espinhal. Neste sentido, o software Spinal Cord Toolbox foi especificamente projetado para realizar análises multimodais da medula espinhal usando imagens de ressonância magnética, incluindo ferramentas já validadas. Portanto, nós fortemente acreditamos que esta nova técnica de análise fornecerá medidas confiáveis da área e de parâmetros de difusão dos principais tratos de substância branca da medula espinhal, nos permitindo entender a patogênese das ataxias cerebelares hereditárias.