Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do efeito da aplicação tópica do ácido glutâmico na pele

Processo: 18/10248-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem Médico-cirúrgica
Pesquisador responsável:Eliana Pereira de Araujo
Beneficiário:Beatriz de Andrade Berti
Instituição-sede: Faculdade de Enfermagem. Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Pele   Ácido glutâmico   N-metilaspartato

Resumo

A alta prevalência de doenças da pele, o aumento progressivo obesidade, diabetes e o envelhecimento populacional são fatores associados com feridas crônicas, câncer de pele e psoríase. A redução da qualidade de vida e da capacidade funcional além dos altos custos com a saúde tornam desafiador o tratamento destas doenças cutâneas. O ácido glutâmico, neurotransmissor excitatório do sistema nervoso central desempenha importantes funções em outros tecidos, porém não se conhece sua função no sistema tegumentário, especificamente na pele. Há relatos na literatura que o ácido glutâmico pode ativar diferenciação de queratinócitos da camada basal por meio de receptores NMDA. Nossa hipótese, portanto, é que há um fino balanço na homeostase da barreira cutânea e o ácido glutâmico pode modular esse equilíbrio. A identificação de alvos terapêuticos que possam ser modulados topicamente com a finalidade de tratar doença altamente prevalentes é extremamente relevante. Assim, o objetivo deste projeto é identificar se o ácido glutâmico é capaz de modular a proliferação e diferenciação de células na pele integra em camundongos saudáveis. Para isso utilizaremos camundongos Swiss com 8 semanas de idade nos quais será aplicado topicamente ácido glutâmico ou vaselina em diferentes concentrações. A pele será avaliada macroscopicamente e serão coletados fragmentos de tecido para histologia, Western Blot e PCR em tempo Real. As análises estatísticas serão feitas por teste t student e ANOVA. Em todos os casos o nível de significância para rejeição da hipótese nula será de 5% (p<0,05).