Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de diferentes modelos troposféricos considerando diferentes regiões

Processo: 18/21549-4
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 08 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 08 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geodésia
Pesquisador responsável:Daniele Barroca Marra Alves
Beneficiário:Thainara Munhoz Alexandre de Lima
Supervisor no Exterior: Marcelo Carvalho dos Santos
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of New Brunswick, Fredericton (UNB Fredericton), Canadá  
Vinculado à bolsa:17/11873-6 - Modelagem troposférica: estudo e análise de diferentes modelos, BP.IC
Assunto(s):Geodésia espacial   Sistemas de navegação global por satélite

Resumo

Com o passar dos anos tem crescido a necessidade de realizar posicionamento com alta acurácia. Nesse sentido, as tecnologias espaciais têm sido amplamente utilizadas. Os Sistemas Globais de Navegação por Satélite (GNSS) revolucionaram as atividades que envolvem o posicionamento geodésico. Mas, para alcançar a acurácia almejada, é imprescindível realizar a modelagem atmosférica (ionosfera e troposfera) de forma adequada. No que diz respeito à troposfera, embora existam modelos empíricos (Saastamoinen e Hopfield, por exemplo), eles podem não ser apropriados para a realidade brasileira, especialmente quando são necessários resultados altamente precisos. Isso se deve às peculiaridades troposféricas que existem no país, que possui regiões extremamente secas, mas também regiões extremamente úmidas, como a região da floresta amazônica. Para minimizar esta limitação, surgem os modelos de Previsão Numérica do Tempo (PNT), que permitem a avaliação do atraso troposférico a partir de parâmetros atmosféricos locais. No Brasil, o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos / Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CPTEC / INPE) gera operacionalmente previsões dos valores de atrasos troposféricos para toda a América do Sul e oceanos adjacentes, disponíveis on-line. Até o momento, na pesquisa principal de Iniciação Científica, o objetivo é investigar, implementar e analisar diferentes modelos troposféricos para diferentes regiões do país. Para melhor analisar a influência que os parâmetros meteorológicos têm no atraso troposférico, a pesquisa BEPE visa comparar e analisar o comportamento do atraso troposférico em regiões com características climáticas opostas à realidade brasileira, como o Canadá, incluindo diferentes modelos troposféricos.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.