Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de biopolímeros biodegradáveis e nanocelulose para aplicação em liberação de fertilizantes programáveis

Processo: 18/20585-7
Modalidade de apoio:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 04 de fevereiro de 2019
Vigência (Término): 03 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Roselena Faez
Beneficiário:Débora França
Supervisor: Gilberto Antonio de Freitas Siqueira
Instituição Sede: Centro de Ciências Agrárias (CCA). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Araras , SP, Brasil
Local de pesquisa: Swiss Federal Laboratories for Materials Science and Technology, Dubendorf, Suíça  
Vinculado à bolsa:17/24595-4 - Uso de biopolímeros biodegradáveis e nanocelulose para aplicação em liberação de fertilizantes programáveis, BP.DR
Assunto(s):Agricultura   Polímeros (materiais)
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:agriculture | chemical modification | nanocellulose | Programmable fertilizer | Materiais Poliméricos

Resumo

O fertilizante programável tem sido intensamente estudado nas últimas décadas para fornecer nutrientes de forma regular e contínua às plantas. Paralelamente a esses esforços, os materiais à base de celulose têm atraído a atenção. Existe um grande número de trabalhos recentes envolvendo o desenvolvimento de materiais contendo nanopartículas de celulose (CNs). Os CNs possuem grupos hidroxila em sua superfície com grande potencial de interação com compostos iônicos, como o nutriente nitrato de potássio. Além disso, CNs/nutrientes podem atuar como um reforço para matriz polimérica de fertilizantes programáveis que serão menos agressivos ao meio ambiente. Como resultado, deve retardar a liberação de nutrientes e melhorar as propriedades de biodegradabilidade do material. Neste BEPE, as CNs serão funcionalizadas via modificação química para aumentar negativamente ou/e positivamente as cargas superficiais da nanocelulose e melhorar a interação celulose-fertilizante, bem como a interface celulose-matriz termoplástica. Concentraremos nossos esforços no desenvolvimento de processos de modificação química que possam ser realizados em solventes aquosos ou outros ambientalmente amigáveis. A funcionalização da superfície por oxidação mediada por TEMPO, sais quaternários de amônio, surfactantes aniônicos e enxertos serão considerados como potenciais rotas de modificação química. Os materiais à base de nanocelulose serão avaliados morfologicamente, estruturalmente, mecanicamente e termicamente antes e após a funcionalização química. (AU)

Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre a bolsa:
Grupo usa celulose para retardar a liberação de fertilizantes no solo e criar vasos autofertilizantes 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)