Busca avançada
Ano de início
Entree

Identidades não binárias: uma abordagem psicanalítica com perspectivas feministas e de gênero

Processo: 18/15999-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Pesquisa
Vigência (Início): 03 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 02 de junho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia
Pesquisador responsável:Patricia Porchat Pereira da Silva Knudsen
Beneficiário:Patricia Porchat Pereira da Silva Knudsen
Anfitrião: Thamy Claude Ayouch
Instituição-sede: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université Paris Diderot - Paris 7, França  
Assunto(s):Psicanálise   Feminismo   Transexualismo   Sexualidade   Relações de gênero   Estudos de gênero

Resumo

Trata-se de projeto de pesquisa a ser desenvolvida em período de um ano junto à linha de pesquisa Genre, normes et psychanalyse do Centre de Recherches Psychanalyse, Médecine et Societé (CRPMS), da Université Paris-Diderot (Paris 7). O objetivo principal é realizar revisão bibliográfica de literatura psicanalítica com abordagem feminista e de gênero para a análise de identidades não-binárias, diferenciadas da transexualidade e do que o estudo desta pela psiquiatria e pela psicanálise estabeleceu como parâmetro para a compreensão de manifestações de gênero não normativos. Busca-se compreender como as alterações na relação entre os gêneros, decorrentes de mudanças a partir do declínio do patriarcado, das conquistas feministas no mercado de trabalho, das problematizações feministas acerca da violência e da hierarquia de gênero, da libertação da mulher em relação ao uso de seu corpo e da despatologização da homossexualidade, afetaram as abordagens psicanalíticas de modo a permitir novas leituras dos gêneros. Serão examinadas perspectivas psicanalíticas feministas francesas clássicas e atuais, a psicanálise argentina em interlocução com autores franceses (Foucault, Derrida e Deleuze), a psicanálise com perspectiva queer e foucaultiana e a psicanálise lacaniana relida a partir de perspectivas de gênero. Espera-se, com o aprofundamento da temática, contribuir para a compreensão das identidades não-binárias de modo integrado às transformações sociais, permitindo, inclusive, estabelecer parâmetros para a atuação junto a estas na clínica psicanalítica.