Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação clínica da escala UNESP-Botucatu para avaliação de dor em equinos por avaliador inexperiente

Processo: 18/14100-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Clínica e Cirurgia Animal
Pesquisador responsável:Stelio Pacca Loureiro Luna
Beneficiário:Thamiris Kristine Gonzaga da Rocha
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Anestesiologia   Anestesia geral   Medição da dor   Dor   Equinos   Procedimentos cirúrgicos operatórios

Resumo

A dor é uma experiência sensorial e emocional individual que deve ser reconhecida a fim de não se tornar uma experiência patológica e deletéria para o animal. Porém, em equinos, a mensuração de dor ainda não é bem elucidada e constitui um desafio, visto que esta espécie tende a não demonstrar sua sensibilidade dolorosa claramente. Escalas que avaliam múltiplos parâmetros, como fisiológicos e comportamentais, parecem ser a maneira mais promissora de identificar a dor corretamente nesses animais, mas ainda apresentam desvantagens como a necessidade de experiência para uso. Baseado na hipótese de que um avaliador inexperiente é capaz de aplicar com a mesma confiabilidade a escala para avaliação de dor em equinos da UNESP-Botucatu, em comparação a avaliadores experientes, este estudo objetiva validar a escala multidimensional por meio de um avaliador inexperiente. Para tanto, dois avaliadores aplicarão a escala refinada em pacientes admitidos no Hospital Veterinário para cirurgias eletivas ou emergenciais. Serão avaliados 42 animais submetidos à anestesia geral inalatória ou total intravenosa, de acordo com a natureza da cirurgia. As avaliações se darão no momento basal, 3 horas após a cirurgia, 1 hora após o resgate analgésico e 24 horas após o término da cirurgia. A validade concorrente será avaliada comparando-se a escala deste estudo com outra escala validada através do coeficiente de correlação de Spearman. Para determinar a confiabilidade dos observadores será utilizado o coeficiente de correlação intraclasse (CCI), além do modelo de dois fatores com critério de concordância absoluta. Os valores serão interpretados segundo a classificação de Altman. A validade do construto será avaliada pelo teste de hipótese, sendo a primeira que os escores após o procedimento cirúrgico devem ser maiores que o basal, a segunda e terceira hipóteses são de que após a administração de analgésicos e ao longo do tempo os escores devem diminuir. Esses escores serão dispostos como medianas e será utilizado o teste de Wilcoxon para análise de significância e responsividade da escala.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.