Busca avançada
Ano de início
Entree

Impacto da terapia com Bifidobacterium animalis subsp. lactis HN019 nos achados clínicos, histopatológicos e imunofenotípicos do líquen plano oral

Processo: 18/17905-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ana Carolina Fragoso Motta
Beneficiário:Ellen Emanuela Cintra Monteiro
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Estomatologia   Imunomodulação   Marcadores inflamatórios   Probióticos   Líquen plano   Corticosteroides   Bifidobacterium animalis   Histopatologia   Ensaio clínico

Resumo

O líquen plano é uma doença mucocutânea crônica, de natureza inflamatória, que frequentemente resulta em manifestações orais, recebendo a denominação de líquen plano oral (LPO). O LPO tem sua freqüência variada entre 0,1 a 4% da população, com maior incidência em mulheres, em torno da 4ª e 5ª décadas de vida. Embora a patogênese do LPO esteja relacionada a uma resposta imunecelular, mediada principalmente por linfócitos T, sua causa permanece desconhecida. Considerando sua natureza crônica, o controle do LPO tem por finalidade reduzir os sintomas e melhorar a função, e agentes com ação anti-inflamatória, com destaque para os corticosteroides tópicos, resultam em certo grau de sucesso na maior parte dos pacientes, a depender da apresentação clínica. Entretanto, alguns casos são resistentes ao uso dos corticosteroides, justificando assim a busca por novas opções terapêuticas. A imunomodulação demonstrou ser uma das principais funções de bactérias probióticas, e recentes estudos vêm mostrando efeito de probióticos na expressão de marcadores inflamatórios, o que viabiliza o estudo dessa terapia como alternativa ao controle do LPO. Assim, este projeto propõe-se avaliar os efeitos da terapia com Bifidobacterium animalis subsp. lactis HN019 em pacientes com diagnóstico de LPO encaminhados para diagnóstico e tratamento à Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto - USP, e compará-los aos efeitos de terapêutica com corticosteroide tópico de alta potência. Pretende-se descrever os achados clínicos, histopatológicos e imunopatológicos dos casos estudados, antes e após 30 dias de uso do probiótico ou corticosteroide. Este projeto foi aprovado pelo Comitê de Ética em Pesquisa da FORP/USP (CAAE: 63003716.2.0000.5419), e todos os pacientes deverão dar o consentimento livre e esclarecido para participar da pesquisa.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)