Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise espaço-temporal de dados fluviométricos no estado de São Paulo

Processo: 17/25579-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Recursos Hídricos
Pesquisador responsável:Vandoir Bourscheidt
Beneficiário:Isadora Haddad Ruiz
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Hidrometeorologia   Mudança climática   Pluviometria   Vazão de água   Análise espaço-temporal   São Paulo

Resumo

As alterações climáticas apontadas por diversos estudos há algumas décadas e observadas com mais clareza nos últimos anos cada vez mais sugerem para cenários de aumento da temperatura para as próximas centenas de anos. Juntamente com estas mudanças, tem se apontado para o aumento na frequência de eventos extremos e/ou fenômenos atmosféricos intensos vinculados a essas alterações. Embora esses eventos sejam confirmados de forma recorrente com medidas pluviométricas, estas ainda se encontram limitadas quanto à representatividade espacial destes dados, muitas vezes interpolados sobre grandes extensões. Neste sentido, este estudo visa realizar um levantamento detalhado de dados fluviométricos, tomados como medidas mais homogêneas da distribuição espacial da precipitação. Para tal, serão analisadas médias mensais de vazão de postos fluviométricos do Estado de São Paulo, transformando estes dados em termo de anomalia e também relacionando os mesmos com dados de estimativa de precipitação do chamado CHIRPS (Climate Hazards Group InfraRed Precipitation with Station data). Valores de tendência também serão obtidos tanto para as séries temporais completas quanto para a ocorrência de eventos com tempos de retorno mais expressivo, buscando relacionar essas mudanças às alterações climáticas, bem como com mudanças no uso do solo em termos de influência das áreas urbanas. O estudo pretende, nesse sentido, contribuir para o melhor entendimento dos impactos das mudanças climáticas e de uso do solo (de modo simplificado) sobre o regime fluviométrico de uma forma ampla.