Busca avançada
Ano de início
Entree

Relação entre o estresse oxidativo e a maciez da carne.

Processo: 18/22392-1
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Iniciação Científica
Vigência (Início): 15 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 28 de março de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Danilo Domingues Millen
Beneficiário:Luana Doreto Felizari
Supervisor no Exterior: Chris R Calkins
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Nebraska-Lincoln (UNL), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:18/07588-7 - Variáveis microscópicas do epitélio ruminal de bovinos Nelore confinados submetidos a diferentes estratégias de alimentação utilizando monensina sódica e virginiamicina, BP.IC
Assunto(s):Carnes e derivados   Ovinos   Oxidação   Estresse   Maciez

Resumo

Os objetivos deste projeto serão: 1) Avaliar os efeitos da maciez e maturação em carcaças de cordeiros que receberam diferentes níveis de um desafio imune de lipopolissacarídeos; 2) Quantificar oxidação de proteínas e lipídios e relacionar com grau de estresse oxidativo na carne; 3) Determinar o efeito do estresse oxidativo na proteólise muscular. Serão utilizados 36 cordeiros (<10 meses de idade) distribuídos aleatoriamente em três tratamentos in vivo: (a) injeção de solução salina (controle), (b) injeção subcutânea (sc) diária de lipopolissacarídeo a 1,5 mg / kg ou c) 3 mg / kg de peso corporal, respectivamente. Os cordeiros serão alimentados por 30 dias com uma dieta de terminação padrão, com injeções nos últimos 9 dias da etapa de terminação. As seguintes variáveis serão medidas neste estudo: força de cisalhamento (WBSF), descoloração em exposição de varejo nos dias 0 e 7, e análise de laboratório. As amostras de laboratório serão utilizadas para analisar pH, comprimento de sarcômero, TBARS, proteólise, conteúdo de mitocôndrias, cálcio, perfil de ácidos graxos e fatores de estresse oxidativo. Os dados serão analisados pelo PROC MIXED da SAS (2003).