Busca avançada
Ano de início
Entree

Fotobiomodulação com diodo emissor de luz (LED) infravermelho em diferentes doses sobre a performance em atletas de handebol

Processo: 18/14955-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fisioterapia e Terapia Ocupacional
Pesquisador responsável:Rinaldo Roberto de Jesus Guirro
Beneficiário:Carlos Eduardo Girasol
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Fisioterapia   LED   Atletas   Handebol

Resumo

A fotobiomodulação é explorada há anos, com amplo uso clínico para a cicatrização de feridas e analgesia em variadas condições ortopédicas, porém o número de pesquisas e utilização clínica aumentaram durante a última década. Ainda assim, considerando-se para performance, a literatura atual é conflitante e restrita, com divergências à comprimento de onda, potência e densidade de energia aplicada. Portanto, analisar diferentes doses para as respostas a curto e longo prazo, associadas às capacidades de força, resistência à fadiga e desempenho funcional de atletas de handebol se faz necessário. Objetivo: Analisar os efeitos da aplicação da TLED nas capacidades de força, eficiência funcional, temperatura e resistência à fadiga de atletas de handebol. Método: A amostra será composta por 56 atletas de handebol, do sexo masculino, randomizados em quatro grupos: LED 50J (G-50J), LED 240J (G-240J), LED 50-240J (G-50-240J) - dose progressiva e Sham (G-S). Os atletas serão submetidos à avaliação do desempenho muscular e funcional, metabólica e fisiológica. Após a realização dos testes iniciais, em seis semanas consecutivas, duas vezes por semana, será aplicado o TLED (940nm - infravermelho) associado ao protocolo de força muscular, sobre os músculos quadríceps femoral e isquiotibiais, bilateralmente. Ainda, ao final da segunda e quarta semana ocorrerá avaliações do desempenho muscular, metabólica e fisiológica. Após 24 horas da última aplicação do TLED os testes serão repetidos. Sete dias após a última intervenção será realizado um follow-up. Para análise, será utilizado teste de normalidade para se verificar a distribuição e testes estatísticos condizentes para as devidas comparações intra e intergrupos, considerando dois fatores nas comparações, tempo e grupo. Será adotado um nível de significância de 5%. (AU)