Busca avançada
Ano de início
Entree

Ansiedade, depressão, autoestima e autoeficácia em estudantes no início do curso de graduação em enfermagem

Processo: 18/14743-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Pesquisador responsável:Daniele Alcala Pompeo
Beneficiário:Heloísa Eleotério de Melo
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (FAMERP). Secretaria de Desenvolvimento Econômico (São Paulo - Estado). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Saúde mental   Ansiedade   Autoeficácia   Autoestima   Depressão   Estudantes de enfermagem   Teste de Tukey   Análise de variância

Resumo

Estudantes de graduação em enfermagem, em especial aqueles no início da graduação, experienciam situações novas, diferentes e desafiadoras em seu cotidiano. Eles ingressam em um ambiente diferente e precisam se adaptar rapidamente para que desempenhem bem suas atividades acadêmicas e se habituem às mudanças socioculturais. O objetivo desse estudo é conhecer o perfil de nossos estudantes de enfermagem no início da graduação em relação a sua autoestima, autoeficácia, depressão e ansiedade e correlacionar essas variáveis. Pesquisa não experimental, transversal. É parte do projeto mãe, de desenho quase-experimental, intitulado "Intervenção psicossocial para fortalecimento da autoestima em estudantes no início do curso de graduação em enfermagem". Participarão todos os estudantes no início do curso de enfermagem de uma instituição de ensino pública estadual. Cinco instrumentos serão aplicados: Caracterização sociodemográfica, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão, Escala de autoestima de Rosenberg, Escala de Autoeficácia Geral e Percebida e Indicadores da Nursing Outcomes Classification (NOC) para autoestima. Os dados de caracterização serão analisados por meio de estatística descritiva. Para analisar a influência de variáveis de caracterização amostral nos escores de autoestima de Rosenberg, autoeficácia, ansiedade e depressão serão empregados testes t para amostras independentes e teste de Análise de Variância com teste de comparação múltipla de Tukey post-hoc. Para observar as possíveis correlações entre os escores de ansiedade e depressão, autoestima de Rosenberg, autoestima NOC e autoeficácia, com as variáveis quantitativas, será empregado o teste de correlação de Spearman.