Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de proteínas-chave à tolerância ao cádmio: análise proteômica de cultivares de tomateiro sensível e tolerante ao Cd, e plantas enxertadas reciprocamente

Processo: 18/20706-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Ricardo Antunes de Azevedo
Beneficiário:Deyvid Novaes Marques
Supervisor no Exterior: Hirofumi Nakagami
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Max Planck Society, Munich, Alemanha  
Vinculado à bolsa:17/05544-0 - Estudo da cinética de absorção e do acúmulo de cádmio em cultivares de tomateiro, BP.DR
Assunto(s):Proteômica   Metais pesados   Cádmio   Estresse abiótico

Resumo

O cádmio (Cd) é um poluente ambiental e não biodegradável amplamente difundido, cuja concentração crescente nas últimas décadas está relacionada a atividades antropogênicas. O Cd pode afetar a saúde humana e a produção vegetal. O tomateiro (Solanum lycopersicum) é utilizado como modelo para estudos genéticos e como cultura de alta relevância socioeconômica. Nosso trabalho integra o grupo pioneiro no Brasil com o foco na resposta de plantas a metais pesados e tem utilizado diversas abordagens para identificar mecanismos de tolerância ao Cd em plantas de tomateiro, incluindo avaliação de caracteres vegetativos e do teor de clorofila, acúmulo de Cd em raízes, caules e folhas, estudos sobre enzimas antioxidantes, e quantificação de fitoquelatinas (as quais promovem o sequestro vacuolar do Cd). Além disso, recentemente, estudamos, pela primeira vez, a cinética de absorção de Cd em cultivares de tomateiro. O objetivo deste projeto é realizar análises proteômicas em folhas de cultivares de tomateiro tolerante e sensível ao Cd, e em plantas enxertadas reciprocamente, sob condições de estresse ao Cd, no intuito de fornecer mais informações sobre os mecanismos de tolerância ao Cd. Portanto, propomos uma parceria com o Dr. Hirofumi Nakagami (Max Planck Institute for Plant Breeding Research, Alemanha), o qual é referência para pesquisadores que estudam proteômica de plantas. Este projeto é relevante porque nos ajudará a fornecer novos insights sobre a influência de porta-enxertos sensíveis e tolerantes no proteoma foliar de plantas de tomate sob o estresse induzido por Cd. A identificação de mecanismos de tolerância ao Cd também poderá ser utilizada em programas de manejo de culturas e melhoramento de plantas. Além disso, estudos proteômicos utilizando genótipos de tomateiro enxertado e publicados em revista científica de alto impacto são inexistentes. Nesse contexto, publicaremos um estudo pioneiro utilizando proteômica em genótipos de tomateiro enxertados reciprocamente sob condições de estresse por Cd.