Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação de proteínas-chave à tolerância ao cádmio: análise proteômica de cultivares de tomateiro sensível e tolerante ao Cd, e plantas enxertadas reciprocamente

Processo: 18/20706-9
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de junho de 2019
Vigência (Término): 31 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Ricardo Antunes de Azevedo
Beneficiário:Deyvid Novaes Marques
Supervisor no Exterior: Hirofumi Nakagami
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Max Planck Society, Munich, Alemanha  
Vinculado à bolsa:17/05544-0 - Estudo da cinética de absorção e do acúmulo de cádmio em cultivares de tomateiro, BP.DR
Assunto(s):Proteômica   Metais pesados   Cádmio

Resumo

O cádmio (Cd) é um poluente ambiental e não biodegradável amplamente difundido, cuja concentração crescente nas últimas décadas está relacionada a atividades antropogênicas. O Cd pode afetar a saúde humana e a produção vegetal. O tomateiro (Solanum lycopersicum) é utilizado como modelo para estudos genéticos e como cultura de alta relevância socioeconômica. Nosso trabalho integra o grupo pioneiro no Brasil com o foco na resposta de plantas a metais pesados e tem utilizado diversas abordagens para identificar mecanismos de tolerância ao Cd em plantas de tomateiro, incluindo avaliação de caracteres vegetativos e do teor de clorofila, acúmulo de Cd em raízes, caules e folhas, estudos sobre enzimas antioxidantes, e quantificação de fitoquelatinas (as quais promovem o sequestro vacuolar do Cd). Além disso, recentemente, estudamos, pela primeira vez, a cinética de absorção de Cd em cultivares de tomateiro. O objetivo deste projeto é realizar análises proteômicas em folhas de cultivares de tomateiro tolerante e sensível ao Cd, e em plantas enxertadas reciprocamente, sob condições de estresse ao Cd, no intuito de fornecer mais informações sobre os mecanismos de tolerância ao Cd. Portanto, propomos uma parceria com o Dr. Hirofumi Nakagami (Max Planck Institute for Plant Breeding Research, Alemanha), o qual é referência para pesquisadores que estudam proteômica de plantas. Este projeto é relevante porque nos ajudará a fornecer novos insights sobre a influência de porta-enxertos sensíveis e tolerantes no proteoma foliar de plantas de tomate sob o estresse induzido por Cd. A identificação de mecanismos de tolerância ao Cd também poderá ser utilizada em programas de manejo de culturas e melhoramento de plantas. Além disso, estudos proteômicos utilizando genótipos de tomateiro enxertado e publicados em revista científica de alto impacto são inexistentes. Nesse contexto, publicaremos um estudo pioneiro utilizando proteômica em genótipos de tomateiro enxertados reciprocamente sob condições de estresse por Cd.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.