Busca avançada
Ano de início
Entree

Associações entre aptidão e potência aeróbia

Processo: 18/19016-8
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 15 de março de 2019
Vigência (Término): 14 de março de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia do Esforço
Pesquisador responsável:Ricardo da Silva Torres
Beneficiário:Thomas Beltrame
Supervisor no Exterior: Uwe Hoffmann
Instituição-sede: Instituto de Computação (IC). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Local de pesquisa : German Sport University Cologne, Alemanha  
Vinculado à bolsa:17/09639-5 - Explorando técnicas de aprendizado de máquina para a modelagem do sistema aeróbio e suas aplicações em programas de reabilitação cardiorrespiratória, BP.PD
Assunto(s):Aprendizado computacional

Resumo

Esforços para melhor entender a saúde cardiorrespiratória são relevantes para o futuro desenvolvimento de programas de atividade física, principalmente aqueles voltados para as doenças crônicas que afetam diretamente a capacidade funcional e mortalidade. A saúde cardiorrespiratória pode ser avaliada pela caracterização da potência ou aptidão aeróbia através de protocolos de exercício específicos. A potência ou a aptidão aeróbia se relacionam com diferentes aspectos da resposta do sistema aeróbio durante o exercício físico dinâmico. Esse projeto de pesquisa tem como objetivo principal explorar as associações entre a habilidade do sistema aeróbio em suprir a demanda energética o mais rápido possível (aptidão) com sua máxima habilidade de suprir a demanda energética durante atividade física extenuante (potência). A hipótese central deste projeto de pesquisa é que uma resposta aeróbia lenta durante o exercício leva a uma menor capacidade funcional. Os dados utilizados neste projeto de pesquisa são referentes a 40 participantes que realizaram testes de exercício de carga constante, pseudorrandômico e incremental. A potência e aptidão aeróbia serão estimadas pelo consumo de máximo oxigênio e avaliação da dinâmica do sistema aeróbico, respectivamente. Métodos únicos desenvolvidos em Colônia, na Alemanha, serão empregados para a estimativa da dinâmica do consumo de oxigênio muscular a partir da frequência cardíaca e variáveis ventilatórias. Adicionalmente, a resposta aeróbia será avaliada por algoritmos de aprendizado de máquina, e por métodos baseados na análise no domínio da frequência e do tempo. Portanto, este projeto de pesquisa utilizará modelos matemáticos e computacionais avançados para o entendimento de respostas biológicas complexas com o intuito de melhor compreender o sistema aeróbio, e como este se relaciona com a capacidade funcional (e, portanto, mortalidade). Nossos resultados poderão demonstrar que protocolos mais simples de exercício moderado podem ser utilizados para a obtenção de índices relacionados à saúde cardiorrespiratória, assim como os protocolos de exercício incremental. Ainda, novos métodos de análise de dados serão investigados para a modelagem do sistema aeróbio, aumentando o grau de especificidade de futuros programas de reabilitação que visam a melhora da capacidade funcional.