Busca avançada
Ano de início
Entree

Localização de células senescentes nas lesões de pacientes com Endometriose profunda

Processo: 18/11042-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Sérgio Podgaec
Beneficiário:Helena Malvezzi
Instituição-sede: Instituto Israelita de Ensino e Pesquisa Albert Einstein (IIEPAE). Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein (SBIBAE). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Ginecologia   Saúde da mulher   Endometriose   Envelhecimento   Estresse oxidativo   Biópsia   Espécies de oxigênio reativas   Cultura de células

Resumo

Endometriose é caracterizada por implante e crescimento de tecido endometrial fora da cavidade uterina. Sabe-se que a fisiopatologia da Endometriose pode ser sustentada por predisposição genética, alterações hormonais, resistência à progesterona, dependência de estrógeno, processos inflamatórios, angiogênicos, vascularigênicos, estresse oxidativo, e fatores imunológicos. Parece existir uma associação entre o comportamento da Endometriose e o Câncer por serem doenças inflamatórias, com alto poder de vascularização, angiogênese e envolvimento de espécies reativas de oxigênio (ROS). Vale a pena ressaltar a presença de biomarcadores para células senescentes em diversos tipos de Câncer como uma proliferação celular acelerada seguida por uma queda brusca no crescimento quando a presença de células senescentes em câncer de pulmão e melanomas em modelos animais. A senescência celular é um processo irreversível de suspensão da proliferação celular, responsável pelo controle do crescimento desenfreado assim como uma das vias de reparo celular. Sendo a endometriose uma doença caracterizada pela presença de fatores angiogênicos, imunológicos e inflamatórios e altas concentrações de ROS, assim como no Câncer, hipotetizamos que existam células senescentes presentes na lesão e no endométrio e que o estresse oxidativo e as vias ativadas por ROS induzem senescência nas células destes locais. Neste projeto, utilizaremos biópsias, fluido peritoneal e cultura de células para testar nossa hipótese. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MALVEZZI, HELENA; HERNANDES, CAMILA; PICCINATO, CARLA A.; PODGAEC, SERGIO. Interleukin in endometriosis-associated infertility-pelvic pain: systematic review and meta-analysis. Reproduction, v. 158, n. 1, p. 1-12, JUL 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.