Busca avançada
Ano de início
Entree

Descelularização da matriz extracelular de carcinoma sólido mamário canino

Processo: 18/18855-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Angelica Miglino
Beneficiário:Jessica Batista Nobre
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia veterinária   Neoplasias em animal   Neoplasias mamárias   Células tumorais   Matriz extracelular   Modelos animais de doenças

Resumo

O câncer é caracterizado por alterações fisiológicas anormais em uma célula do organismo, o qual modifica sua funcionalidade e principalmente seu crescimento e desenvolvimento que passa a ser de maneira desordenada e progressiva. Dentre os tumores em cadelas o mais comum são os tumores mamários, possuindo uma alta incidência com alto índice de mortalidade. Os tumores mamários malignos, tem grande potencial para sofrer um processo de invasão tumoral e migração das células tumorais, sendo que para isso a matriz extracelular desempenha um papel fundamental. A descelularização de sua matriz extracelular permite a permanência de grande parte de suas propriedades naturais e seu formato tridimensional, essenciais para o estudo dos componentes presentes em sua matriz. Com isso, o objetivo deste trabalho será induzir a formação de carcinoma sólido mamário canino através de células tumorais previamente estabelecidas em camundongos imunossuprimidos nudes, analisando seu crescimento e componentes presentes em sua matriz extracelular. Para isso serão cultivadas células de carcinoma sólido mamário canino (TCM12) e aplicadas 1x106 células em 5 camundongos imunossuprimidos. Após a formação tumoral, estes animais serão eutanasiados e os tumores serão coletados e sua matriz extracelular analisada. Para análise da matriz extracelular serão utilizadas técnicas de microscopia de luz, microscopia eletrônica de transmissão, análise de imunohistoquímica e quantificação de DNA.