Busca avançada
Ano de início
Entree

Recursos genômicos de mandioca (Manihot esculenta) visando o estudo da evolução de variedades cultivadas e a busca de genes importantes para o melhoramento

Processo: 18/00036-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Anete Pereira de Souza
Beneficiário:Alessandro Alves Pereira
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Sequenciamento de nova geração   Melhoramento genético vegetal   Evolução vegetal   Mandioca

Resumo

A mandioca (Manihot esculenta Crantz) é o cultivo alimentício de origem amazônica que alcançou a maior importância para o mundo, sendo o oitavo cultivo individual mais produzido. A forma cultivada (ssp. esculenta) foi domesticada a partir de M. esculenta ssp. flabellifolia, e atualmente dois grandes grupos de variedades (mandiocas mansas e bravas) são cultivados. O objetivo desta proposta é gerar novos recursos genômicos para mandioca a partir do ressequenciamento do genoma inteiro de acessos do ancestral silvestre lançando mão de tecnologias de sequenciamento de nova geração (SNG). Pretende-se ainda avaliar a variação molecular de genes com assinaturas de seleção entre variedades cultivadas já ressequenciadas e o ancestral silvestre. Por meio da técnica de target-sequencing serão identificados marcadores SNPs nas porções codificantes e não codificantes dos genes para a caracterização da variação genética funcional. Novas variantes alélicas e estruturais poderão ser detectadas aumentando o conhecimento sobre a biologia da espécie. A caracterização funcional de genes poderá evidenciar quais processos celulares podem ter sido afetados durante a evolução do cultivo. O ressequenciamento do genoma inteiro facilitará ainda o descobrimento de marcadores moleculares que podem ser utilizados, em abordagens de mapeamento aplicadas ao melhoramento genético do cultivo.