Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dos padrões de expressão de OBPs em diferentes fases do ciclo circadiano de duas espécies de moscas-das-frutas do gênero Anastrepha

Processo: 18/14177-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética - Genética Animal
Pesquisador responsável:Reinaldo Otávio Alvarenga Alves de Brito
Beneficiário:Bruno Matheus Gomes
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Evolução molecular   Expressão gênica   Receptores odorantes   Tephritidae   Mosca-das-frutas

Resumo

Moscas-das-frutas são pragas de grande importância econômica uma vez que são responsáveis por grandes prejuízos em culturas de plantas frutíferas. Um exemplo expressivo são as moscas do gênero Anastrepha que apesar de possuem apresentar um número relevante uma quantia bastante significativa de espécies presentes no Brasil, são divididas em 13 grupos, tem como grupo mas o de maior relevância econômica para esse estudo é o grupo fraterculus, no qual estão contidas as principais pragas agrícolas deste gênero, entre elas espécies Anastrepha. fraterculus e Anastrepha. obliqua que divergiram relativamente recentemente, o que é evidenciado pela capacidade de cruzarem entre si e gerar híbridos interespecíficos. Embora essas espécies ainda sejam capazes de cruzarem entre si e gerar híbridos interespecíficos, apresentam alguns atributos que as distinguem, entre eles Como essas espécies possuem entre suas particularidades, diferentes horários de cópula, oviposição e uma certa especificidade a diferentes frutos hospedeiros. Assim, há a possibilidade dessas características serem singularidade ser explicada por possíveis diferenças no padrão de expressão de suas proteínas ligantes a odores e feromônios (OBPs e PBPs). O presente projeto tem como objetivo avaliar cinco genes OBPs que estudos anteriores já demonstraram evidências de seleção positiva entre as espécies aqui estudadas: OBP56d, OBP56h-1, OBP56h-2, OBP57c e OBP99c, e cinco genes PBPs: OBP19d, OBP28a, OBP69a, OBP83a e OBP84a, ao longo de seis fases do ciclo circadiano das espécies em questão, englobando a fase clara: ZTs 1 (7 horas da manhã), 5 (11 horas da manhã) e 9 (3 horas da tarde), e também a fase escura: ZTs 13 (7 horas da noite), 17 (11 horas da noite) e 21 (3 horas da manhã), com o intuito de estabelecer padrões de expressão para essas proteínas, correlacionando os diferentes picos de horário de cópula entre os indivíduos a diferentes percepções de odores. A investigação do padrão de expressão desses genes permitirá a identificação de diferenças padrões de expressão distintos entre as espécies que podem estar estimulando diferenças nas preferências de corte, hospedeiros e o horário em que as mesmas ocorrem.