Busca avançada
Ano de início
Entree

Infecções endodônticas primária x secundária: carga microbiana, níveis de endotoxinas e ácido lipoteicóico

Processo: 18/15784-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Marcia Carneiro Valera Garakis
Beneficiário:Karina Levy Bentubo
Instituição-sede: Instituto de Ciência e Tecnologia (ICT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José dos Campos. São José dos Campos , SP, Brasil
Assunto(s):Endotoxinas   Ácido lipoteicoico   Agentes microbianos   Lesões periapicais   Análise microbiológica

Resumo

O objetivo deste estudo será avaliar a carga microbiana (UFC/mL) e os níveis de endotoxinas (EU/mL) e ácido lipoteicóico (LTA) das infecções endodônticas primária versus secundária. Para isso, serão selecionados trinta dentes unirradiculares de pacientes que apresentem infeção endodôntica, sendo quinze com infecção endodôntica primária (GI) e quinze com infecção endodôntica secundária (GII). Todos os pacientes terão seus dentes avaliados clinicamente e radiografados para verificação da necrose pulpar e/ou tratamento endodôntico prévio e da destruição óssea periapical. Coletas do conteúdo do canal radicular serão realizadas após abertura coronária (GI) e após remoção do material obturador para os casos de retratamento (GII). Os conteúdos coletados serão submetidos à análise microbiológica (UFC/mL) de micro-organismos aeróbios e anaeróbios, quantificação de endotoxinas (EU/mL) pelo teste Lisado Amebócito de Limulus e níveis de LTA pelo método ELISA. Os dados serão analisados estatisticamente comparando infecções endodônticas primária (Gl) x secundária (GII).