Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da expressão de Estratifina humana em carcinoma de células escamosas de cavidade oral

Processo: 18/14932-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Luisa Lina Villa
Beneficiário:Marcelo Kenzo Naya Takahashi
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Carcinoma de células escamosas   Neoplasias de cabeça e pescoço   Expressão gênica   Expressão de proteínas

Resumo

Nos últimos anos, tem aumentado a incidência de tumores de cabeça e pescoço apesar da diminuição do consumo de tabaco e álcool. Esse aumento tem sido atribuído principalmente à infecção pelo Papilomavírus Humano (HPV). Os cânceres ligados ao HPV acometem principalmente a orofaringe, em especial tonsilas e base da língua. Embora as intervenções terapêuticas e diagnósticas tenham melhorado com o uso das terapias multimodalidades, a sobrevida em cinco anos para indivíduos acometidos por esse tipo de neoplasias não alcança os 50%. Assim, uma maior ênfase tem sido dada na identificação de novos alvos moleculares para terapias combinadas. Através da tecnologia de Phage Display, foi selecionado um peptídeo que mostrou uma interação preferencial por células de linhagens tumorais de cabeça epescoço quando comparado a células não transformadas. Ensaios complementares apontaram que a ligação do peptídeo foi específica para a isoforma sigma das proteínas 14.3.3, também conhecida como Stratifina. Proteínas da família 14.3.3 são ubíquas em eucariotos, estão envolvidas em diversos processos celulares, sendo que muitos trabalhos têm relacionado o aumento de expressão dessa isoforma a diversos processos patológicos, inclusive tumores de cabeça e pescoço. Diante do exposto, o objetivo principal deste trabalho é caracterizar a expressão de 14-3-3 sigma em uma linhagem tumoral de cabeça e pescoço (SCC78). Para verificar o papel dessa proteína nesses tipos tumorais, será realizado seu knockout pelo sistema CRISPR-Cas9 seguido pela análise fenotípica das células modificadas.