Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito das flutuações climáticas em doenças infecciosas no Brasil

Processo: 18/11876-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de outubro de 2018
Vigência (Término): 30 de setembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Francisco Chiaravalloti Neto
Beneficiário:Gabriel Correia Lima
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Epidemias   Dinâmica climática   Mudança climática   Georreferenciamento   Análise espaço-temporal

Resumo

As mudanças climáticas e ecológicas que vêm acontecendo no planeta têm influenciado na distribuição espacial das doenças infecciosas, afetando também o tempo e a intensidade dos surtos. Há necessidade de um estudo abrangente mostrando como o padrão de distribuição das principais doenças infecciosas está mudando nos últimos anos. Desse modo, propomos aqui avaliar a disposição espaço-temporal de nove doenças infecciosas (Febre Maculosa, Hantavirose, Leishmaniose Visceral e Tegumentar, Dengue, Malária, Leptospirose, Febre Amarela e Doença de Chagas) nos últimos 20 anos no Brasil inteiro. A hipótese é que as flutuações climáticas anormais estejam relacionadas com o aumento da incidência dessas doenças. Primeiramente os bancos de dados relativos às nove doenças infecciosas e aos fatores ambientais dos últimos 20 anos serão baixados e tabulados. Com a posse das planilhas contendo os casos serão construídos mapas temáticos destacando os municípios de alto risco e verificando a tendência espacial nas últimas duas décadas. Feito isso, serão agregados os dados referentes aos fatores ambientais, para examinar se existe alguma relação entre as flutuações climáticas e o aumento do número de casos de cada doença.