Busca avançada
Ano de início
Entree

Por dentro e além do negro drama: os diários de Lima Barreto e Carolina Maria de Jesus

Processo: 18/04925-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 29 de fevereiro de 2020
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Teoria Literária
Convênio/Acordo: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Pesquisador responsável:Marcos Piason Natali
Beneficiário:Fernanda Silva e Sousa
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Literatura brasileira   Escravidão

Resumo

Elaborando a noção de negro drama, juntamente com outros aportes teóricos, busca-se realizar leituras e análises comparativas do Diário Íntimo (1953) e do Diário do Hospício (1956), de Lima Barreto, e de Quarto de despejo: diário de uma favelada (1960) e Casa de alvenaria: diário de uma ex-favelada, de Carolina Maria de Jesus, tendo como propósito depreender as estratégias de auto-invenção dos dois escritores, que reconstroem e formalizam facetas da experiência subjetiva e social do negro drama no gênero diário, em face da consciência do impacto de viver em uma sociedade marcada pela exclusão racial. Nesse universo, buscar-se-á também analisar as figurações de algo que será chamado de tempo da escravidão, seja no âmbito da rememoração, seja no âmbito de um passado que não passa. Por fim, pretende-se analisar sonhos, projetos, afetos e desejos que se insinuam nos diários e nos convidam a repensar os limites entre universal e particular, humano e negro, isto é, repensar por dentro e além do negro drama. Palavras-chave: diário; raça; literatura afro-brasileira; Lima Barreto; Carolina Maria de Jesus; escravidão.