Busca avançada
Ano de início
Entree

Caracterização e determinação da estabilidade fenotípica de cultivares de Coffea arabica e clones de Coffea canephora na região do Vale do Ribeira paulista

Processo: 18/20986-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Alex Mendonça de Carvalho
Beneficiário:Tamarys Saory Hayashida Machado
Instituição-sede: Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Registro. Registro , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:18/11707-1 - Caracterização e determinação da estabilidade fenotípica de cultivares de Coffea arabica e clones de Coffea canephora na Região do Vale do Ribeira paulista, AP.R
Assunto(s):Produção vegetal   Cafeicultura   Coffea   Coffea arabica   Crescimento vegetal

Resumo

As espécies Coffea arabica L .e Coffea canephora se destacam na cafeicultura do Brasil, possuindo grande importância para a economia na contribuição como agente atuante positivo na balança comercial brasileira. Diante dessa importância econômica, objetiva-se com o projeto avaliar o comportamento de 12 cultivares de cafeeiro Coffea arabica e 20 clones de cafeeiro Coffea canephora no Vale do Ribeira Paulista, aliado a boas características agronômicas, a fim de gerar informações que contribuam para a recomendação técnica dessas cultivares para a região. O experimento de arábica foi instalado em fevereiro de 2018, no Câmpus Experimental da Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita filho" - UNESP, em Registro-SP, e em propriedade particular localizada na cidade de Juquiá-SP. Já o experimento de clones de Coffea canephora será instalado em novembro de 2018 nos mesmos lugares instalados os ensaios de Coffea arabica. O espaçamento adotado será de 3,5 x 0,70m. O delineamento experimental utilizado será o de blocos casualizados, com três repetições, e parcelas de 10 plantas, sendo considerada como parcela útil apenas as seis plantas centrais. Serão avaliadas as características: diâmetro de caule, número de ramos plagiotrópicos, altura de plantas, número de nós dos ramos plagiotrópicos, comprimento de ramo plagiotrópico, diâmetro de copa, vigor vegetativo, incidência de cercosporiose nas folhas dos cafeeiros, incidência e severidade da ferrugem, incidência de bicho-mineiro nas folhas dos cafeeiros, índice de área foliar, área foliar, massa da matéria verde, massa da matéria seca e massa foliar específica. As análises estatísticas serão realizadas utilizando-se o programa computacional Sisvar (Ferreira 2000). Também serão estimadas as correlações genotípicas e fenotípicas entre todas as características avaliadas, por meio do programa Selegen-REML/BLUP (Resende, 2007). Os dados médios, das características avaliadas, serão submetidos à análise de variância pelo teste F e, as médias comparadas pelo teste de Skott Knott a 5% de probabilidade.