Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos de diferentes entruturas de taninos condensados na fermentação ruminal

Processo: 18/19580-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 08 de abril de 2019
Vigência (Término): 07 de abril de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Nutrição e Alimentação Animal
Pesquisador responsável:Adibe Luiz Abdalla
Beneficiário:Paulo de Mello Tavares Lima
Supervisor no Exterior: Tim Mcallister
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Lethbridge Research Centre (LRC), Canadá  
Vinculado à bolsa:16/26035-3 - Emissão de metano em bovinos: pastagem consorciada e uso de taninos como estratégias de mitigação, BP.PD
Assunto(s):Metano   Legumes   Rúmen

Resumo

Taninos condensados (TC) são um grupo de compostos fenólicos secundários encontrados em plantas forrageiras, sobretudo leguminosas, que apresentam a capacidade de afetarem alguns aspectos da fermentação ruminal, tais como a degradabilidade de nutrientes da dieta e a produção de metano (CH4). A concentração destas moléculas na dieta não é o único fator que está relacionado à ocorrência de seus efeitos no metabolismo dos animais, pois a estrutura química dos TC das diferentes fontes destas moléculas pode ser ainda mais importante para a observação destes efeitos. Taninos condensados são encontrados nas plantas como uma complexa mistura de homo- e heteropolímeros contendo flavan-3-óis como unidades de extensão e terminais, que geralmente incluem catequina (C), epicatequina (EC), galocatequina (GC) e epigalocatquina (EGC), com suas respectivas proporções diferenciando-se entre os vários tipos e espécies de plantas. Considerando a hipótese de que as diferentes estruturas químicas de TC podem afetar de diversas maneiras a atividade biológica destas moléculas, o objetivo deste projeto é determinar as estruturas químicas de TC de diferentes fontes (ex.: leguminosas forrageiras) e realizar ensaios de fermentação ruminal in vitro para avaliar os impactos destas diferentes estruturas de TC sobre parâmetros de fermentação ruminal. As unidades de extensão e terminais de TC (C, EC, GC e EGC) das fontes usadas, incluindo as forragens Dalea purpúrea Vent; macrotiloma (Macrotyloma axillare) e o extrato da casca de acácia negra (Acacia mearnsii), serão determinadas e depois estas fontes de TC serão avaliadas em ensaios de fermentação ruminal in vitro, usando o polietilenoglicol (PEG) para estimar mais precisamente os efeitos do TC na fermentação. Degradabilidade ruminal, produção de CH4 e parâmetros de fermentação serão relacionados às diferentes propriedades estruturais dos TC, possibilitando a associação de diferentes flavan-3-óis terminais e de extensão aos diferentes resultados observados em estudos usando fontes de TC. Durante esta colaboração, o candidato aprenderá as metodologias utilizadas para determinação das características estruturais de TC, que ainda não são empregadas em estudos desta área da ciência no Brasil. Durante o projeto, o candidato poderá aplicar estes métodos a diferentes fontes de TC, incluindo a leguminosa macrotiloma, usada no projeto de Pós-Doutorado principal no Brasil. O cronograma proposto para o período de um ano de estágio é o seguinte:- Primeiro trimestre (abril de 2019 - julho de 2019): Aprender os métodos laboratoriais utilizados para se fazer a análise de estruturas químicas de TC e aplicá-los a diferentes fontes;- Segundo trimestre (agosto de 2019 - outubro de 2019): Realizar ensaios de fermentação ruminal in vitro.- Terceiro trimestre (novembro de 2019 - janeiro de 2020): Análise de dados e iniciar a escrita de artigos científicos e relatórios;- Quarto trimestre (fevereiro de 2020 - abril de 2020): finalização de artigos científicos e relatórios.