Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo epidemiológico do melanoma bucal canino

Processo: 18/16498-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Maria Lucia Zaidan Dagli
Beneficiário:Marcella Collaneri Carrilho
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Oncologia veterinária   Epidemiologia veterinária   Prognóstico   Melanoma animal   Boca   Cães

Resumo

Atualmente, há um aumento considerável da incidência de câncer em cães, tendo grande correlação com a maior longevidade atingida por estes animais. É uma doença multifatorial e já é considerada a maior causa de mortalidade dos animais de companhia. Dentre os possíveis locais de surgimento da doença neoplásica, a cavidade oral é o quinto lugar de maior incidência, sendo o melanoma a neoplasia oral mais comum. Possui características variáveis, podendo ter origem gengival, mucosa jugal, palato duro e mucosa oral. É um tumor extremamente agressivo localmente e com elevado potencial metastático. Considerando a inexistência de dados a respeito desta doença na literatura brasileira, este estudo tem como objetivo, através da aplicação de um questionário, a avaliação epidemiológica do melanoma bucal em cães, fornecendo ferramentas para uma melhor abordagem diagnóstica, estabelecimento de tratamento mais adequado e um prognóstico mais correto.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.