Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise de alterações nos sistemas renina-angiotensina e cininas-calicreínas na Obesidade infantojuvenil e sua contribuição para complicações associadas à Obesidade

Processo: 18/16653-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de janeiro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Pesquisador responsável:Dulce Elena Casarini
Beneficiário:Nayara Azinheira Nobrega Cruz
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):19/09745-5 - Uso de um modelo de unidade placentária derivada de humano para estudar o papel do sistema calicreína-cinina nas interações endoteliais e trofoblásticas placentárias e na angiogênese, BE.EP.DD
Assunto(s):Obesidade pediátrica   Sistema renina-angiotensina   Sistema calicreína-cinina   Resistência à insulina   Vitória (ES)

Resumo

A frequência do sobrepeso e Obesidade entre crianças e adolescentes no Brasil vem crescendo de forma preocupante nas últimas décadas. As comorbidades, como Hipertensão Arterial, resistência à insulina e Dislipidemia compondo um quadro de síndrome metabólica e as consequências físicas, sociais, psicológicas e econômicas atreladas à Obesidade fazem com que esta seja um problema de saúde pública. Há evidências de que o SRA tenha algum papel na modulação de diversas doenças tais como, Diabetes Mellitus, Alzheimer, síndrome metabólica e Obesidade, além de seu papel já bem estabelecido na Hipertensão. O SRA atualmente é muito mais do que uma simples cascata representada por AGT, duas proteases, renina, ACE e um peptídeo efetor, a Ang II. Com a descoberta dos novos eixos como, ACE 2/Ang 1-7/Mas e Ang A/Alamandina/MrgD, e seus peptídeos ativos com funções que se assemelham a da Ang II ou que a contrabalanceiam, é possível verificar um complexo balanço no SRA, permitindo que no mesmo sistema haja funções contra regulatórias que contribuam para manutenção da homeostase no organismo. O SRA ainda tem íntima relação com outros sistemas importantes como o SCC e o SNS. Estudos preliminares do nosso grupo mostraram que os sistemas SRA e SCC estariam modulados na Obesidade, pois existe uma correlação positiva entre diminuição dos níveis plasmáticos dos vasodilatadores Ang 1-7 e BK e o aumento da massa corpórea, assim como, foi verificado que concentrações maiores de Ang I e des-Arg9BK, um peptídeo pró-inflamatório, em adolescentes obesos e obesos graves. Desta forma, este estudo tem como objetivo quantificar os peptídeos do SRA e SCC em crianças e adolescentes de 6 a 19 anos vinculados ao projeto Estação Conhecimento e ou escolas da rede pública de Vitória-ES, considerando que a diminuição dos vasodilatadores interfere na sensibilidade à insulina. Assim como avaliar a expressão e atividade das principais enzimas envolvidas na formação e inativação destes peptídeos, em especial a ECA e ECA2, para então compreender melhor a participação do SRA e SCC na fisiopatologia da Obesidade visando o futuro desenvolvimento de novas estratégias de prognóstico e terapêutica, assim, possibilitando uma intervenção prévia, a fim de evitar o desenvolvimento da Obesidade em si e das complicações atreladas a esta. (AU)