Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudos morfológicos em línguas Arawak: uma abordagem tipológica

Processo: 18/18072-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Letras - Línguas Indígenas
Pesquisador responsável:Angel Humberto Corbera Mori
Beneficiário:Camille Cardoso Miranda
Instituição-sede: Instituto de Estudos da Linguagem (IEL). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Morfologia (linguística)   Tipologia das línguas   América do Sul   Caribe

Resumo

O projeto visa realizar um estudo das propriedades morfológicas das línguas Arawak. Trata-se de um estudo comparativo-tipológico, pois utiliza-se de métodos translinguísticos para verificar, entre as línguas analisadas, perfis tipológicos que são gerais, ou seja, aqueles que estão presentes em todas as línguas ou os mais específicos. Os objetivos são: 1) discutir a morfologia verbal e nominal; 2) descrever os diferentes processos morfológicos que estruturam a formação das palavras: afixação, composição, derivação e reduplicação lexical; 3) verificar os prefixos e sufixos que designam propriedades gramaticais para estabelecer generalizações e especificidades; 4) analisar e descrever classificadores nominais, afixos que marcam posses alienáveis e inalienáveis em nomes, incorporação nominal e 5) fazer a relação entre morfologia e sintaxe, examinando principalmente as classes abertas e fechadas e as diferentes ordens de constituintes de orações simples. A pesquisa baseia-se principalmente nos pressupostos teóricos da tipologia linguística de Greenberg (1963, 1974), Comrie (1989), Whaley (1997), T. Payne (1997), Croft (2002), Booj (2007) e Shibatani (2015). Em relação aos estudos tipológicos das línguas Arawák os trabalhos de Derbyshire & Pullum (1986) e Aikhenvald (1994, 1999, 2012) são essenciais. Além disso, outros trabalhos científicos já realizados dessas línguas serão usados. Com este estudo, busca-se oferecer subsídios para futuras pesquisas descritivas, comparativas e tipológicas das línguas que compõem a família Arawak e também contribuir com os estudos de tipologia em línguas indígenas brasileiras. (AU)