Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise dendrocronológica e isotópica de espécies arbóreas do Vale do Peruaçu (mg) e interpretação do regime de chuvas

Processo: 18/22422-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Morfologia Vegetal
Convênio/Acordo: National Science Foundation (NSF) e NSF’s Partnership for International Research and Education (PIRE)
Pesquisador responsável:Gregório Cardoso Tápias Ceccantini
Beneficiário:Evelyn Pereira de Camargo
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/50085-3 - PIRE: educação e pesquisa em clima das Américas usando os exemplos de anéis de árvores e espeleotemas (PIRE-CREATE), AP.TEM
Assunto(s):Isótopos   Dendrocronologia

Resumo

Dendrocronologia é o estudo de uma série temporal de anéis de crescimento em árvores. Anéis anuais são definidos quando são formados dentro do período de um ano e são sensíveis ao meio. Clima, relações ecológicas e características funcionais se destacam como as principais informações que podem ser recuperadas a partir de estudos de anéis de crescimento em árvores. No entanto, qualquer variável que possa influenciar a formação do anel de crescimento, sua composição e as mudanças climáticas, pode ser acessada através da análise do mesmo, seja por meio da datação cruzada, de isótopos estáveis ou da variação anatômica dos vasos. Grande parte dos estudos do conhecimento sobre as mudanças climáticas de regiões temperadas nos últimos dois mil anos provém de estudos dendroclimáticos. Dentre as medidas adotadas em anéis de crescimento, os isótopos estáveis estão entre os parâmetros mais bem-sucedidos relacionados com as mudanças climáticas. Existe também uma outra alternativa viável para extrair mais informações sobre a disponibilidade de água na história, podemos usar a anatomia dos vasos da madeira por meio da mensuração do diâmetro e área dos mesmos. Dessa forma, o objetivo do presente trabalho é maximizar o sinal de precipitação em registros de anéis de crescimento de cinco espécies de mata seca. A partir de medidas intra-anuais de variáveis anatômicas e isótopos estáveis de oxigênio e carbono, além da abordagem totalmente dendrocronológica.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.