Busca avançada
Ano de início
Entree

Impactos ambientais oriundos da interação magma-sedimento na Província Magmática Paraná-Etendeka

Processo: 18/19713-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Adriana Alves
Beneficiário:Melina Cristina Borges Esteves
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Rochas alcalinas   Petrografia   Magmatismo   Impactos ambientais   Mudança climática

Resumo

O Brasil abriga a maior parte de um dos mais expressivos Continental Flood Basalts (CFB) do mundo, associados à fragmentação do Supercontinente Gondwana e à abertura do Oceano Atlântico no início do Cretáceo, a Província Magmática Paraná-Etendeka (PMP). A PMP se estende por uma grande porção do centro-sul da América do Sul, cobrindo toda a área central sul do Brasil na chamada Bacia do Paraná. Nessa imensa área de cobertura vulcânica, predominam os basaltos toleíticos em forma de diques e sills, além de rochas ácidas e intermediárias em menor quantidade. A extrusão de lavas em forma de vulcões há muito tempo assusta e deslumbra a raça humana e compreender o funcionamento do sistema terrestre é de suma importância. Apesar de representarem condições temporárias, as erupções vulcânicas têm um grande potencial para promover significativas mudanças climáticas e no ecossistema em prazos curtos e é isso que torna o estudo do CFB tão relevante. Neste contexto, este projeto tem como objetivo avaliar os produtos da interação entre o magmatismo da Província Magmática Paraná-Etendeka com os sedimentos da Bacia do Paraná com foco na avaliação dos possíveis distúrbios ambientais associados através de microtermometria, espectroscopia e espectrometria de inclusões fluidas. As análises serão realizadas em inclusões fluidas aprisionadas em veios hidrotermais de quartzo e carbonato (i) nos arenitos do Grupo Itararé que foram afetados por soleiras de diabásio no entorno de Limeira-SP; (ii) inclusões fluidas de alta temperatura selecionadas a partir do inventário amostral do projeto PFRH-241 (Programa de Formação de Recursos Humanos em Geologia do Petróleo e Meio Ambiente), referente a veios hidrotermais associados à formação de óleo termogênico em sedimentos ricos em matéria orgânica da bacia do Paraná; (iii) nos sedimentos da Formação Teresina no flanco norte do enxame de diques de Ponta Grossa, próximo a Taguaí-SP, onde os sedimentos se destacam como via de migração de hidrocarbonetos do Sistema Petrolífero Irati-Pirambóia. A presente proposta de estudo está vinculada ao projeto Serrapilheira (Projeto G-1709-21397 - Placing Quantitative Constraints on the Potential Environmental Impacts Associated to the Paraná-Etendeka Magmatism) e se justifica pelo grande potencial da PMP na geração de eventos em grande escala de mudança climática e pelos escassos estudos relacionados a inclusões fluidas, sendo então, o estudo detalhado da interação magma-sedimentos essencial em uma mais completa compreensão do magmatismo e seus possíveis impactos. (AU)