Busca avançada
Ano de início
Entree

Determinação de fármacos em águas residuárias

Processo: 18/11700-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Sanitária - Tratamentos de Águas de Abastecimento e Residuárias
Pesquisador responsável:Paulo Clairmont Feitosa de Lima Gomes
Beneficiário:César Augusto Marasco Júnior
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Araraquara. Araraquara , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/02147-0 - Cromatografia líquida em uma gota e seu acoplamento com espectrometria de massas: estratégias instrumentais, desenvolvimento de materiais, automatização e aplicações analíticas, AP.TEM
Bolsa(s) vinculada(s):19/03385-7 - MRM-profiling: uma nova ferramenta para detecção de biomarcadores, BE.EP.MS
Assunto(s):Águas residuárias   Espectrometria de massas   Fármacos   Cromatografia líquida de alta eficiência   Cromatografia líquida de alta pressão

Resumo

A saúde surgiu como prioridade do governo federal em meados do século XX, e até o momento, percebe-se que a população brasileira tem aumentado gradativamente, haja vista que tem se deslocado para as áreas de grandes centros urbanos, cujo oferecimento de serviços em relação à saúde e saneamento são mais amplos. Aliado a isso, a indústria farmacêutica também tem crescido concomitantemente com a população, de forma a suprir a demanda cada vez maior por medicamentos. Estes fármacos são importantes agentes terapêuticos, contudo os resíduos gerados durante seu processo produtivo ou por seus metabólitos após serem ingeridos e excretados pelos seres humanos persistem no ambiente. Apesar deste assunto ter despertado a atenção da comunidade cientifica, não se conta ainda com um número considerável de estudos, sobretudo avaliando efeitos toxicológicos crônicos, aos seres humanos, à fauna e à flora aquática. Tal estudo se torna ainda mais importante quando se nota que grande parte da população nacional não conta com acesso ao tratamento de esgoto. Mesmo quando há tratamento de esgoto, estações de tratamento de efluentes não estão preparadas e/ou não conseguem eliminar esses contaminantes emergentes. Desta forma, a necessidade de desenvolvimento de estudos e métodos analíticos cada vez mais precisos, exatos e sensíveis é essencial para determinar os fármacos em águas residuárias, para auxiliar em estudos toxicológicos e demais áreas interessadas nesse tema. A cromatografia líquida de alta eficiência acoplada à espectrometria de massa sequencial (LC-MS/MS) tem sido a técnica de escolha para detecção e quantificação desses fármacos que podem estar presentes em matrizes ambientais na ordem de µg L-1 a ng L-1. Tendo em vista a complexidade das amostras ambientais, é necessário a aplicação da extração em fase sólida (SPE) e/ou de meios de acesso restrito (RAM) para pré-concentrar os analitos. Sendo a SPE ou RAM no modo online uma alternativa para diminuir contaminação cruzada, além de permitir automatização, em que todo o procedimento seja realizado em uma única etapa, de forma sequencial. (AU)