Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos reprodutivos, endócrinos, citotóxicos e genotóxicos dos agroquímicos acefato, carbendazim e mancozebe isolados ou em mistura: estudo de toxicidade juvenil em ratos

Processo: 18/21228-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 28 de fevereiro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Juliana Elaine Perobelli
Beneficiário:Ana Priscila Gomes Silva
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/23063-9 - Efeitos reprodutivos, endócrinos, citotóxicos e genotóxicos dos agroquímicos acefato, carbendazim e mancozebe isolados ou em mistura: estudo de toxicidade juvenil em ratos, AP.R
Assunto(s):Histologia animal   Imuno-histoquímica   Agroquímicos   Toxicologia   Animais de laboratório   Ratos Wistar   Análise estatística de dados

Resumo

O projeto "Efeitos reprodutivos, endócrinos, citotóxicos e genotóxicos dos agroquímicos acefato, carbendazim e mancozebe isolados ou em mistura: estudo de toxicidade juvenil em ratos" (processo FAPESP 2017/23063-9) utiliza ratos Wistar (n=80), mantidos em condições ambientais controladas, tratados diariamente por 30 dias, e avaliados quanto ao peso corpóreo, consumo de água e ração, e idade de separação prepucial. Na eutanásia dos animais, será realizada coleta de órgãos e tecidos para o desenvolvimento das avaliações propostas. Grande número de materiais será destinado a processamento histológico para posterior análise histomorfométrica, imunohistoquímica, e de danos ao DNA. Frente a isso, justifica-se a necessidade de bolsista nível Treinamento Técnico III. O mesmo auxiliará nas atividades relacionadas à manutenção dos animais em biotério, eutanásia e coleta/processamento de órgãos. Além disso, o aluno será responsável por todo o processamento histológico dos órgãos coletados (testículo, epidídimo, fígado e rins), realização de imunohistoquímica e padronização das análises com biomarcadores de estresse oxidativo por ELISA. O bolsista também realizará o processamento e análise estatística dos dados obtidos, bem como estará envolvido em atividades referentes à elaboração de manuscritos (treinamento em redação científica) e apresentação de trabalhos em congresso.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.