Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do valor prognóstico da proporção tumor-estroma no carcinoma epidermóide oral

Processo: 18/16754-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia
Pesquisador responsável:Ricardo Della Coletta
Beneficiário:Karen Yumie Mendonça Miwa
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Piracicaba (FOP). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Piracicaba , SP, Brasil
Assunto(s):Patologia bucal   Neoplasias bucais   Carcinoma de células escamosas   Células estromais   Prognóstico

Resumo

O câncer oral, principalmente representado pelo carcinoma epidermóide (CEO), é globalmente o décimo câncer mais comum e anualmente mais de 300.000 novos casos são diagnosticados. Apesar dos avanços no diagnóstico e tratamento, os CEOs são reconhecidos como uma doença com prognóstico ruim, com apenas 50% dos pacientes apresentando uma sobrevida superior a 5 anos após o tratamento. Então, a identificação de fatores que possam melhor representar o comportamento biológico das células tumorais são necessários para aprimorar o tratamento e prognóstico dos pacientes com este tumor. Nos últimos anos, por meio de colaborações multicêntricas internacionais, nós realizamos uma série de estudos buscando por marcadores histopatológicos que possam diferenciar os tumores que se comportam de maneira agressiva. Além de propor o novo sistema para a gradação histológica para os CEOs denominado sistema BD, baseado na presença de ninhos de células tumorais no fronte invasivo (B = budding) e na profundidade de invasão do tumor (D = depth of invasion), nós recentemente demonstramos que a proporção tumor-estroma (TSR, do inglês tumor-stroma ratio), dentro do conceito de marcador histopatológico simples, é associado com um prognóstico desfavorável para pacientes com CEO. Este estudo revelou ainda que a associação da TSR com o escore BD aumenta a discriminação prognóstica. Embora esta proporção tenha sido associada com cânceres de outras localizações, apenas um estudo explorou esta característica prognóstica nos CEOs. O objetivo deste estudo é avaliar o valor prognóstico da TSR em uma amostra composta por 150 casos de CEO provenientes de 2 serviços de referência para o tratamento do câncer. Esta amostra também será graduada com o sistema BD e a análise combinada (TSR e BD) será realizada. Três observadores farão de maneira independente, depois de devida calibração, a graduação de cada caso, permitindo a análise do grau de concordância intra- e inter-observadores. Em seguida, os dados serão correlacionados com dados clínico-patológicos, incluindo o escore BD, e de sobrevida com o objetivo de identificar a influência da TSR no prognóstico dos CEOs. Os resultados deste estudo podem confirmar o valor prognóstico da TSR, validando-a como uma nova ferramenta prognóstica para CEOs.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DOMINGUETI, CATHERINE BUENO; MIWA, KAREN YUMIE MENDONCA; DOURADO, MAURICIO ROCHA; SAWAZAKI-CALONE, IRIS; SALO, TUULA A.; PARANAIBA, LIVIA MARIS RIBEIRO; COLETTA, RICARDO D. Prognostication for oral carcinomas based on two histological scoring systems (BD and iBD models). ORAL DISEASES, SEP 2020. Citações Web of Science: 0.
DOURADO, MAURICIO R.; MIWA, KAREN Y. M.; HAMADA, GUILHERME B.; PARANAIBA, LIVIA M. R.; SAWAZAKI-CALONE, IRIS; DOMINGUETI, CATHERINE B.; DE OLIVEIRA, CARINE ERVOLINO; FURLAN, EMYLLE C. B.; LONGO, BRUNA C.; ALMANGUSH, ALHADI; SALO, TUULA; COLETTA, RICARDO D. Prognostication for oral squamous cell carcinoma patients based on the tumour-stroma ratio and tumour budding. Histopathology, v. 76, n. 6 MAY 2020. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.