Busca avançada
Ano de início
Entree

Indústria cultural e o declínio do indivíduo

Processo: 18/06273-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - Ética
Pesquisador responsável:Sinésio Ferraz Bueno
Beneficiário:Bruna Adolpho Dezotti
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia e Ciências (FFC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Marília. Marília , SP, Brasil
Assunto(s):Teoria crítica   Indústria cultural   Individuação   Livre arbítrio   Individualidade

Resumo

A presente pesquisa buscará compreender o significado do conceito de Indústria Cultural proposto por Adorno e Horkheimer, e relacioná-lo com o fenômeno da pseudo-individuação. De acordo com Adorno, a pseudo-individuação expressa a ilusão da livre escolha supostamente presente na relação do consumidor com os produtos culturais. O conceito origina-se na esfera musical, e é justificado pela ocultação dos reflexos condicionados que submetem o ouvinte. A compreensão do conceito de pseudo-individuação será precedida pela exposição do processo de declínio da individualidade, que segundo Horkheimer, ocorreu durante o processo de transição do capitalismo liberal para o capitalismo monopolista.

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)