Busca avançada
Ano de início
Entree

Transformação genética de milho com genes candidatos responsivos aos estresses abióticos associados às mudanças climáticas

Processo: 18/20149-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Genética
Pesquisador responsável:Paulo Arruda
Beneficiário:Ana Paula Ribeiro
Instituição-sede: Centro de Biologia Molecular e Engenharia Genética (CBMEG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:16/23218-0 - Centro de Pesquisa em Genômica Aplicada às Mudanças Climáticas, AP.PCPE
Assunto(s):Zea mays   Biotecnologia   Transformação genética

Resumo

As mudanças climáticas nas últimas décadas têm acontecido de forma rápida em muitas regiões agrícolas ao redor do mundo. O prejuízo causado por essas mudanças climáticas gerou o desafio de desenvolver novos genótipos de culturas adaptadas que sejam mais produtivas nos ambientes submetidos ao estresse. O estudo investigativo em espécies silvestres adaptadas às condições extremas do meio ambiente, fornecerá conhecimento para a identificação de genes responsivos aos estresses abióticos associados a essas condições. Entre as espécies tolerantes estão as plantas extremofílicas, que ocupam ambientes com temperaturas extremas e escassez de água e/ou nutrientes. O objetivo deste projeto é a identificação de genes responsivos a estes estresses e utilizá-los na transformação genética de milho (Zea mays) para a geração dos eventos elite com desempenho melhorado para eventos de seca e calor. A modificação genética de milho via Agrobacterium tumefaciens será realizada dentro de um "pipeline" de transformação continuado e em larga escala, utilizando embriões imaturos de genótipos de milho de melhor resposta à transformação, tais como o híbrido Hi-II e a linhagem B104, corriqueiramente utilizadas devido sua resposta positiva para indução de calos embriogênicos. O desenvolvimento de uma escala rotineira de transformação genética será realizado, bem como a otimização de protocolos para progressos expressivos na geração de eventos. Os eventos transgênicos gerados serão analisados e caracterizados quanto à resposta e o efeito da inserção do transgene de interesse na presença dos estresses alvo do estudo. Portanto, as informações e produtos gerados neste projeto, utilizando ferramentas biotecnológicas, irão contribuir para a compreensão e elucidação dos processos genéticos de plantas envolvidos na resposta aos diversos estresses abióticos. Espera-se ainda, contribuir com a geração de ativos biotecnológicos que porventura possam ser aplicados no processo produtivo da agricultura.