Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de inibidores de DNA Metiltransferases (DNMTi) na diferenciação de células T CD8 e avaliação do efeito da combinação de DNMTi e imunoterapia na resposta antitumoral in vivo

Processo: 18/12691-1
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Situação:Interrompido
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Celular
Pesquisador responsável:João Gustavo Pessini Amarante Mendes
Beneficiário:Tandressa Souza Berguetti
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Imunoterapia   Metilação de DNA   Metiltransferases   Linfócitos T CD8-positivos   Antineoplásicos

Resumo

O Câncer pode ser descrito como um conjunto de doenças causado pelo acúmulo de mutações que promovem a proliferação exagerada e/ou a resistência à morte celular. A relação entre células neoplásicas e o sistema imune é dinâmica. No processo conhecido como imunovigilância, as células imunológicas reconhecem as células tumorais através de antígenos associados ao tumor, levando a sua eliminação. Entretanto, já foi demonstrado que a expressão desses antígenos encontra-se predominantemente sob controle da regulação epigenética. Por esse motivo, os agentes demetilantes têm sido considerados ferramentas estratégicas no tratamento de Câncer. Tais agentes promovem ampla alteração da expressão gênica e potencialmente limitam a evasão de células tumorais do sistema imune. Além disso, a ativação e diferenciação de um importante agente do sistema imune na resposta antitumoral, os linfócitos T CD8, envolve mudanças no perfil de metilação do DNA. Dessa forma, esse projeto visa entender o efeito de agentes demetilantes na diferenciação dos subgrupos de células T CD8, bem como o impacto em sua função efetora. Também objetivamos avaliar o efeito de agentes demetilantes de DNA na resposta antitumoral, em combinação com quimio ou imunoterapia. (AU)