Busca avançada
Ano de início
Entree

Metais pesados (cromo e zinco) influenciam o restabelecimento de vegetais pós-enxertia?

Processo: 18/13973-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Daniel Baron
Beneficiário:Lucas Giovani Pastore Bernardi
Instituição-sede: Centro de Ciências da Natureza (CCN). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). Campus de Lagoa do Sino. Buri , SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):18/26463-0 - Efeito de estresses abióticos (alta temperatura, estresse hídrico e salinidade) em plantas de pimenta enxertadas, BE.EP.IC
Assunto(s):Enxertia (fitotecnia)   Cucumis sativus   Cucurbita   Delineamento experimental   Teste de Tukey   Análise de variância

Resumo

Os metais pesados zinco e cromo, essencial e não essencial, respectivamente, podem ser encontrados em áreas naturais ou de cultivo como contaminantes e pode acarretar prejuízos diretos na produção de alimentos e consequências deletérias na propagação vegetativa. O pepino (Cucumis sativus L.) é uma espécie olerícola cultivada sob a técnica da enxertia, e tal técnica proporciona à cultura características como tolerância a estresse à metais pesados. Além disto, essa planta se mostra como vegetal amplamente investigado em reportagens de efeitos fisiológicos causados por fatores abióticos, o que habilita a referida espécie como 'planta-modelo' em estudos científicos. Testaremos a hipótese de que o fornecimento de metais pesados prejudicará o crescimento da planta enxertada. A partir dessa hipótese, nosso objetivo visa avaliar o restabelecimento da planta pós-enxertia sob a disponibilidade radicular de metais pesados, essencial e não essencial. O pepino será enxertado em plantas de abóbora (Cucurbita moschata L.) e serão obtidos dados crescimento, acúmulo de nutrientes e concentração de clorofila e de carotenoides. O delineamento será em blocos ao acaso com dados submetidos ao teste de homogeneidade entre as variâncias e, ao atender as pressuposições estatísticas (homocedasticidade entre as variâncias), os mesmos serão analisados estatisticamente por meio da análise de variância (ANOVA), e quando necessário suas médias serão comparadas pelo teste de média Tukey, à nível de significância de 05% (p<0,05).