Busca avançada
Ano de início
Entree

Investigação de compostos naturais com potencial atividade antiviral contra o vírus Mayaro

Processo: 18/11599-4
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Carolina Colombelli Pacca
Beneficiário:Ana Cristyna Saad Murad
Instituição-sede: Faculdade Faceres. Instituto Superior de Educação Ceres (UNICERES). São José do Rio Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Virologia   Arbovirus   Doenças transmissíveis   Vírus Mayaro   Antivirais   Citotoxicidade   Chalconas   Acridonas

Resumo

No Brasil, já foram isoladas mais de 210 espécies diferentes de arbovírus, sendo que 36 delas causam doenças em humanos de forma esporádica, endêmica e/ou epidêmica. Em 2015, pelo menos nove arbovírus patogênicos que causam doenças em seres humanos circularam no Brasil, sendo responsáveis por aproximadamente 30% de todas as doenças infecciosas emergentes na última década, dentre os principais representantes encontra-se o Alphavírus Mayaro (MAYV). O vírus Mayaro (MAYV) é um arbovírus do gênero Alphavírus, família Togaviridae, enzoótico na América do Sul, sendo mantido em ciclo silvestre envolvendo vertebrados e mosquitos Haemagogus. Casos de MAYV são esporádicos e ocorrem em pessoas com história de recentes atividades dentro ou próximo a florestas, entretanto a possibilidade de adaptação do MAYV à mosquitos urbanos como o Aedes aegypti, associada ao maior uso de áreas florestais e a alta mobilidade da população faz com que o MAYV possa se tornar um grave risco a saúde pública. Além das infecções por arbovírus gerarem custos expressivos ao Governo Federal, ainda não há terapia antiviral especifica para o tratamento dessas infecções. Sendo assim, estudos de antivirais específicos tornam-se de extrema importância para a tentativa de uma nova abordagem na inibição da replicação viral deste vírus, portanto, este trabalho tem como objetivo avaliar a citotoxicidade de 30 compostos (Acridonas e/ou Chalconas) em cultivo de MAYV em células Vero E6 e realizar uma triagem da potencial atividade antiviral destes compostos na inibição da replicação do vírus Mayaro, na expectativa de encontrar compostos sintéticos ou naturais, com potencial atividade antiviral contra o vírus Mayaro.

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.