Busca avançada
Ano de início
Entree

Respostas da matéria orgânica do solo a conversão pasto-floresta na Mata Atlântica

Processo: 18/21872-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado Direto
Vigência (Início): 09 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 08 de abril de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Florestais e Engenharia Florestal - Conservação da Natureza
Pesquisador responsável:Silvio Frosini de Barros Ferraz
Beneficiário:Aline Aparecida Fransozi
Supervisor no Exterior: Ulrik Ilstedt
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba , SP, Brasil
Local de pesquisa : Swedish University of Agricultural Sciences, Umea (SLU), Suécia  
Vinculado à bolsa:15/23719-6 - O papel da vegetação nativa na oferta de serviços de regulação hídrica em microbacias agrícolas, BP.DD
Assunto(s):Restauração florestal

Resumo

Após intensivos ciclos de agricultura nos trópicos, o abandono de terras tem permitido a regeneração natural em áreas menos produtivas, o que criou pequenos fragmentos de florestas em processo de sucessão secundária. Na maior parte do bioma Mata Atlântica, é esperado que essas florestas forneçam serviços ecossistêmicos essenciais. Florestas naturais são reconhecidas for fornecer diversos serviços ecossistêmicos relacionados à água, porém o tempo requerido para que essas melhorias sejam percebidas em florestas secundárias ainda não é conhecido. A proposta do trabalho no Brasil é avaliar o processo de infiltração em fragmentos de Mata Atlântica em uma matriz de pastagem no estado de São Paulo. Foram tomadas medidas em fragmentos em 4 classes de idades que variaram entre 8 e 54 anos, bem como em pastagens, que foi considerada como o ano zero, e em florestas antigas, que foi considerada a referência. Através desse trabalho, foi identificada a necessidade de se compreender melhor a dinâmica da matéria orgânica no solo. Considerando esse contexto, o presente estudo propõe compreender os efeitos da regeneração florestal na dinâmica da matéria orgânica do solo. É esperado que a análise da origem fotossintética do carbono através da análise isotópica esclareça o papel da floresta no condicionamento do solo.