Busca avançada
Ano de início
Entree

Resposta inflamatória no sistema nervoso central de camundongos experimentalmente infectados pelo herpesvírus equino tipo 1

Processo: 18/23619-0
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 31 de maio de 2019
Vigência (Término): 30 de maio de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Patologia Animal
Pesquisador responsável:Paulo César Maiorka
Beneficiário:Leonardo Pereira Mesquita
Supervisor no Exterior: Elizabeth W Howerth
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Georgia (UGA), Estados Unidos  
Vinculado à bolsa:16/09396-2 - Caracterização da resposta imune no sistema nervoso central de camundongos infectados por estirpes altamente neurovirulentas de herpesvírus equino tipo 1, BP.PD
Assunto(s):Neuropatologia   Encefalite   Imuno-histoquímica   Resposta imune   Apoptose   Inflamação   Herpesviridae

Resumo

O herpesvírus equino tipo 1 (EHV-1) é um patógeno emergente que causa uma doença neurológica em cavalos, a qual é caracterizada por uma mieloencefalite com vasculite e trombose. Entretanto, vários casos de meningoencefalite aguda e fatal com necrose neuronal acentuada têm sido reportados em outras espécies animais. A infecção experimental pelo EHV-1 em camundongos tem sido realizada no intuito de elucidar a patogênese da doença. Nosso grupo de pesquisa desenvolveu um modelo murino de encefalite necrotizante induzida por duas cepas altamente neurovirulentas de EHV-1 (A4/72 e A9/92) quando inoculadas pela via intranasal. No sistema nervoso central (SNC) de camundongos infectados pelo EHV-1, no 3º dia pós-inoculação, havia uma necrose neuronal acentuada com meningite e manguitos perivasculares. Esse infiltrado inflamatório estava associado à expressão de diversas citocinas, incluindo CCL2, CCL5 e CXCL-10. Pouco se sabe a respeito da função das células inflamatórias e quimiocinas durante a encefalite induzida por cepas altamente neurovirulentas de EHV-1. Portanto, o objetivo do presente estudo é determinar o fenótipo das células inflamatórias no SNC dos camundongos infectados pelo EHV-1 e avaliar a expressão das quimiocinas CCL2, CCL5 e CXCL-10 por meio de imuno-histoquímica. A apoptose, ou morte celular programada, a qual está presente em infecções por outros ±-herpesvírus também será avaliada no SNC de camundongos infectados pelo EHV-1. Adicionalmente, a microscopia eletrônica será realizada para avaliar as alterações neuronais associadas à infecção viral.