Busca avançada
Ano de início
Entree

Análises por espectrometria de massas de uma nova fosfodiesterase da peçonha de Crotalus durissus collilineatus

Processo: 18/21233-7
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Doutorado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 31 de agosto de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Eliane Candiani Arantes Braga
Beneficiário:Isadora Sousa de Oliveira
Supervisor no Exterior: Loic Quinton
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Local de pesquisa : Université de Liège (ULg), Bélgica  
Vinculado à bolsa:17/03580-9 - Avaliação bioquímica, estrutural e funcional de uma fosfodiesterase da peçonha de Crotalus durissus collilineatus, BP.DR
Assunto(s):Venenos de serpentes

Resumo

Peçonhas ofídicas apresentam uma ampla variedade de componentes capazes de levar a vários sintomas patológicos em vítimas do envenenamento, o qual faz parte de doenças negligenciadas pelo OMS e é um grave problema de saúde pública no Brasil. Serperntes da espécie Crotalus durissus representam o gênero Crotalus no território nacional. Peçonhas de Crotalus durissus collilineatus apresentam uma grande complexidade de componentes proteicos, que contribuem nos efeitos tóxicos observados no acidente crotálico. Mas, devido a esta complexidade, muitos componentes ainda não foram isolados, como as fosfodiesterases (PDE). Estas enzimas fazem parte das nucleases, como DNAse e RNAse, e possuem alta massa molecular (90 ~ 160 kDa), sendo encontradas de forma monomérica ou dimérica. PDEs são responsáveis pela clivagem de ligações fosfodiéster de ácidos nucléicos, ATP, ADP, ATP, ADP, NAD, NGD, AMP e GMP cíclicos, podendo interferir em processos fisiológicos e patológicos, o que as tornam alvos de diversas patologias. Suas ações no envenenamento ainda não foram totalmente elucidadas, mas sabe-se que as PDEs são capazes de levar a uma hipotensão e depressão locomotora de presas e também podem inibir a agregação plaquetária in vitro. Portanto, os objetivos deste estudo são determinar a massa molecular da PDE da peçonha de C. d. collilineatus, sua sequência completa de aminoácidos através de digestão multienzimática, e seu padrão de glicosilações, mostrando os sítios de glicosilações e a composição de carboidratos. Todos estes ensaios serão realizados através de técnicas de espectrometria de massas. Desta forma, o presente estudo se torna relevante pois irá analisar estruturalmente uma toxina que é importante para o envenenamento ofídico, mas ainda é pouco estudada, aumentando o conhecimento sobre esta proteína e sua classe enzimática.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PUCCA, MANUELA B.; CERNI, FELIPE A.; OLIVEIRA, ISADORA S.; JENKINS, TIMOTHY P.; ARGEMI, LIDIA; SORENSEN, CHRISTOFFER V.; AHMADI, SHIRIN; BARBOSA, JOSE E.; LAUSTSEN, ANDREAS H. Bee Updated: Current Knowledge on Bee Venom and Bee Envenoming Therapy. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 10, SEP 6 2019. Citações Web of Science: 0.
OLIVEIRA, ISADORA S.; FERREIRA, ISABELA G.; ALEXANDRE-SILVA, GABRIEL M.; CERNI, FELIPE A.; CREMONEZ, CAROLINE M.; ARANTES, ELIANE C.; ZOTTICH, UMBERTO; PUCCA, MANUELA B. Scorpion toxins targeting Kv1.3 channels: insights into immunosuppression. Journal of Venomous Animals and Toxins including Tropical Diseases, v. 25, APR 15 2019. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.