Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito de diferentes concentrações de glicerol na congelação do sêmen de cão

Processo: 18/19331-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:José Antonio Dell'Aqua Junior
Beneficiário:Juliana Figueiredo da Cunha
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Assunto(s):Biotecnologia da reprodução   Criopreservação   Preservação do sêmen   Incubação   Cães

Resumo

Para garantir a viabilidade seminal após a criopreservação, a presença dos meios diluidores que funcionem como tampões e fornecedores de nutrientes é de fundamental importância. O glicerol é o crioprotetor mais utilizado pois altera as propriedades coligativas da água, diminuindo o ponto de congelamento e aumentando a sobrevida das células espermáticas. Diversos trabalhos foram realizados com diferentes concentrações de glicerol na congelação do sêmen de cães com resultados distintos, portanto faz-se necessário mais estudos na área. Nesse sentido, o objetivo deste trabalho será avaliar diferentes concentrações de glicerol 5, 6 e 7% sobre a congelação do sêmen de cães. Serão utilizados 10 cães adultos entre dois a cinco anos de diferentes raças. Os ejaculados serão colhidos por manipulação digital e após a colheita o ejaculado será dividido em três alíquotas que serão centrifugadas e resuspendidas em diluente para congelação a base de gema de ovo (BotuDog®) com três diferentes concentrações de glicerol, 5, 6 e 7%. Serão avaliadas as características de cinética espermáticas através do sistema CASA e as integridades das membranas plasmáticas e acrossomal, bem como a translocação de fosfolipídios da membrana e avaliação da capacitação espermática por citometria de fluxo, nos momentos pós descongelação e após 60 minutos de incubação a 370C. Os dados serão avaliados estatisticamente em relação a distribuição de normalidade e posteriormente analisados pelos testes paramétricos ou não paramétricos.