Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo das vias inflamatórias e metabólicas em modelo de zebrafish

Processo: 18/18701-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Programa Capacitação - Treinamento Técnico
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Imunologia - Imunologia Aplicada
Pesquisador responsável:Niels Olsen Saraiva Câmara
Beneficiário:Eloisa Martins da Silva
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/05264-7 - Metabolismo celular, microbiota e sistema imune: novos paradigmas na fisiopatologia das doenças renais, AP.TEM
Assunto(s):Nefropatias   Lesão renal aguda   Inflamação   Modelos animais de doenças   Animais geneticamente modificados   Peixe-zebra

Resumo

A amplitude de técnicas que podem ser empregadas no zebrafish, o seu rápido desenvolvimento, a facilidade de manutenção, tornam o zebrafish um modelo promissor para o estudo de doenças humanas. O uso de linhagens transgênicas facilita a análise in vivo dos processos inflamatórios, como migração de células imunes, e morfológicos, como mudanças na conformação celular. Devido à facilidade de edição genética do zebrafish, pretendemos construir linhagens transgênicas utilizando a técnica de CRISPR e sistema de transposon tol2 para auxiliar a análise in vivo de processos inflamatórios, como migração de células imunes, e morfológicos, como mudanças na conformação celular. Portanto, gostaríamos de usar o zebrafish como ferramenta para o estudo da LRA durante o processo inflamatório decorrente da obesidade, tanto no tecido adiposo quando diretamente no intestino, analisando também a ação da microbiota intestinal, e, principalmente, seu impacto sobre uma lesão renal tóxica. Nossa hipótese é que o processo inflamatório durante a obesidade gera mudanças metabólicas que se refletem na função renal e na microbiota intestinal. Além disso, utilizaremos esse modelo para estudar pela primeira vez, os efeitos da vitamina D sobre a composição da microbiota intestinal e sua utilização na prevenção/terapia da LRA. Assim, neste subprojeto, inicialmente, nós pretendemos caracterizar o estado fisiológico e inflamatório ocasionado pela lesão renal induzida por cisplatina, em peixes adultos com dieta normal (ND) e animais com dieta rica em lipídeos (HFD).