Busca avançada
Ano de início
Entree

Redução da dose de radiação em imagens de radiografia computadorizada (Cr) da mama através de processamento de imagens

Processo: 18/19888-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 31 de dezembro de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Paulo Mazzoncini de Azevedo Marques
Beneficiário:Lucas Rodrigues Borges
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:14/50889-7 - INCT 2014: em Medicina Assistida por Computação Científica (INCT-MACC), AP.TEM
Assunto(s):Mamografia   Ruído   Restauração   Processamento de imagens

Resumo

A mamografia por raios-X ainda é o exame padrão para rastreamento e diagnóstico de câncer de mama em todo o mundo. Apesar dos recentes desenvolvimentos na área, como a utilização clínica das tecnologias de radiografia digital (DR) e tomossíntese mamária (DBT), o sistema público de saúde brasileiro ainda conta com muitos sistemas de radiografia computadorizada (CR) para o rastreamento e diagnóstico do câncer de mama. Trabalhos recentes levantam questionamentos sobre a qualidade das imagens e dose de radiação utilizada na aquisição de mamografia por equipamentos CR. Este projeto tem como objetivo propor um algoritmo de restauração de imagens dedicado a equipamentos CR capaz de recuperar a qualidade de imagens adquiridas com doses reduzidas de radiação para alcançar qualidade igual ou superior às imagens adquiridas com protocolos atuais. Para isso, é proposta a criação de um modelo de ruído dedicado às imagens da mama adquiridas por equipamentos CR. Além disso, é investigada a utilização de ferramentas de estabilização de variância e utilização de filtros considerados estado-da-arte para que seja possível a supressão do ruído adicional criado pela diminuição da dose de radiação. Um algoritmo de combinação de imagens é proposto para minimizar o borramento naturalmente criado pelo processo de filtragem. A validação final do projeto será feita através de estudos de observadores utilizando imagens clínicas do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto, e com o auxílio de médicos radiologistas.