Busca avançada
Ano de início
Entree

O Retrato da Condessa de Casa Flores e a representação do feminino na obra de Francisco de Goya y Lucientes

Processo: 18/19831-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Fundamentos e Crítica das Artes
Pesquisador responsável:Jorge Sidney Coli Junior
Beneficiário:Ana Carolina Dias Florindo
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):História da arte   Pinturas (arte)   Feminino

Resumo

A pesquisa descrita no presente projeto visa analisar a pintura Retrato da condessa de Casa Flores, produzida entre 1790 e 1797, por Francisco José de Goya y Lucientes, localizada atualmente no acervo do MASP (Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand), por doação da família Morganti. O objetivo central do trabalho é o estudo da pintura, por meio da identificação da figura retratada, sua relevância para o contexto espanhol do momento, bem como a compreensão do espaço que o retrato ocupa dentro da vasta produção artística de Goya, como também a maneira pela qual a figura feminina é representada em outras obras do pintor. Para tanto, procura-se aprofundar o trabalho iconográfico e histórico, com o auxílio de uma bibliografia e fontes primárias, a fim de compreender o momento e motivos que levaram Goya à realização do retrato, assim como a reconstrução da trajetória da obra até sua chegada ao museu e o lugar que ocupa atualmente no MASP.