Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos neurais do pré-condicionamento isquêmico no desempenho muscular

Processo: 18/17245-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Benedito Sérgio Denadai
Beneficiário:Rogério Santos de Oliveira Cruz
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do esforço   Terapia por estimulação elétrica

Resumo

O pré-condicionamento isquêmico (IP) consiste na restrição intermitente do fluxo sanguíneo para um leito vascular de interesse, a qual desencadeia uma potente resposta endógena que protege diversos tecidos e órgãos contra lesões de isquemia-reperfusão. Quando aplicado nos membros apendiculares, o IP tem melhorado o desempenho muscular de humanos em diversas modalidades de exercício, porém seus mecanismos são desconhecidos. Em um estágio de Pós-Doutorado na Universidade Estadual Paulista (UNESP), prevendo um período adicional de intercâmbio acadêmico na Universidade de Aalborg (AAU), Dinamarca, o candidato irá investigar os possíveis mecanismos neurais do IP na melhora do desempenho motor, em colaboração com vários pesquisadores reconhecidos internacionalmente. Baseado em seus próprios trabalhos e na literatura, o candidato tem proposto que o IP opera via processamento central de sinais nociceptivos aferentes, resultando em uma maior descarga motora a partir da medula espinal, ou seja, possui natureza neurogênica. Com base neste modelo de estudo, serão conduzidos dois experimentos independentes envolvendo contrações isométricas dos músculos responsáveis pela articulação do tornozelo. O primeiro focará nos aspectos neuromusculares centrais e periféricos do IP durante contrações voluntárias máximas dos flexores plantares, através da eletroestimulação do nervo tibial posterior em momentos específicos. Resumidamente, hipotetiza-se que somente as variáveis dinamométricas e eletromiográficas associadas a uma maior descarga neural serão afetadas pelo IP. O segundo estudo será capaz de determinar se o IP altera o padrão de recrutamento muscular, através da decodificação de sinais eletromiográficos de alta-densidade em ativação de unidades motoras. Seu objetivo geral é investigar os efeitos do IP sobre as respostas neuromusculares, perceptivas e metabólicas a um desempenho submáximo de dorsiflexão. Hipotetiza-se que o IP afetará positivamente a descarga neural e o desempenho, aumentando a contribuição aeróbia e atenuando os níveis de fadiga periférica e dor muscular localizada durante o exercício. O entendimento dos eventos por trás do efeito ergogênico do IP tem impacto não somente na ciência do movimento humano, mas também contribui indiretamente para a elucidação dos mecanismos responsáveis pelo benefício do procedimento também no ambiente clínico. Além disso, os achados permitirão a compreensão de características mais básicas da regulação do controle motor. Ao final desta jornada, o candidato espera ampliar seus conhecimentos em diferentes aspectos neurofisiológicos e metabólicos do desempenho motor humano e trazer tecnologias pioneiras recentemente desenvolvidas no exterior para serem implementadas na UNESP e no Brasil.

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DE OLIVEIRA CRUZ, ROGERIO SANTOS; PEREIRA, KAYO LEONARDO; DE AGUIAR, RAFAEL ALVES; TURNES, TIAGO; DENADAI, BENEDITO SERGIO; CAPUTO, FABRIZIO. Effects of ischemic conditioning on maximal voluntary plantar flexion contractions. JOURNAL OF ELECTROMYOGRAPHY AND KINESIOLOGY, v. 48, p. 37-43, OCT 2019. Citações Web of Science: 0.
TURNES, TIAGO; CRUZ, HROGERIO S. O.; CAPUTO, FABRIZIO; DE AGUIAR, RAFAEL A. The Impact of Preconditioning Strategies Designed to Improve 2000-m Rowing Ergometer Performance in Trained Rowers: A Systematic Review and Meta-Analysis. INTERNATIONAL JOURNAL OF SPORTS PHYSIOLOGY AND PERFORMANCE, v. 14, n. 7, p. 871-879, AUG 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.