Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise do perfil imune da saliva e soro dos pacientes com síndrome de Sjogren primária

Processo: 18/21594-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Pesquisador responsável:Sandra Gofinet Pasoto
Beneficiário:Tamires Feliciano Floriano
Instituição-sede: Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP (HCFMUSP). Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:15/03756-4 - Avaliação da relevância dos níveis sanguíneos de drogas utilizadas em doenças autoimunes reumatológicas no acompanhamento da segurança, eficácia e aderência à terapêutica, AP.TEM
Assunto(s):Reumatologia   Síndrome de Sjögren   Doenças periodontais   Sistema imune   Soro   Saliva   Autoanticorpos

Resumo

A síndrome de Sjögren primária (SSp) é uma doença sistêmica inflamatória crônica, que acomete principalmente as glândulas lacrimais e salivares, levando à síndrome sicca. A SSp tem provável etiologia autoimune, destacando-se a produção de vários autoanticorpos, tais como os fatores antinucleares (FAN), anti-Ro/SS-A, anti-La/SS-B, fator reumatoide (FR) e crioglobulinas. Recentemente, nosso grupo descreveu uma alta frequência de anticorpos dirigidos à DNase I no soro dos pacientes com SSp e tais anticorpos foram associados à presença do anticorpo anti-Epstein-Barr (EBV) early antigen diffuse (anti-EA-D). Esse achado se torna interessante considerando a recente descrição de redução da atividade da DNase I na lágrima de pacientes com xeroftalmia de diversas causas, o que teria como consequência um acúmulo de DNA extracelular e infiltrado inflamatório neutrofílico na superfície ocular. Essa hipótese é reforçada pela observação de que o tratamento com DNase I em forma de colírio resulta em melhora clínica do olho seco. Além disso, foi demonstrado que, na SSp, a doença periodontal é um fator agravante da xerostomia, pois leva a um processo inflamatório crônico e, consequentemente, à destruição de glândulas salivares menores. Portanto, o objetivo desse trabalho será avaliar a presença de anticorpos dirigidos à DNase I na saliva e no soro de pacientes com SSp e sua possível capacidade de inibição da enzima. Tais achados serão correlacionados com a presença de doença periodontal, com as manifestações glandulares e extraglandulares da SSp e também com a presença do DNA do vírus EBV no soro e no lavado oral desses pacientes.