Busca avançada
Ano de início
Entree

Icnofósseis atribuídos a artrópodes fitófagos em lenho silicificado da formação missão velha, Jurássico Superior - Cretáceo Inferior, Bacia do Araripe, Brasil

Processo: 18/05824-5
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de novembro de 2018
Vigência (Término): 31 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Zoologia - Paleozoologia
Pesquisador responsável:Marcelo Adorna Fernandes
Beneficiário:Viviane Querollaine Pires Turman
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Assunto(s):Paleontologia   Artrópodes   Invertebrados   Paleoecologia

Resumo

A Formação Missão Velha, Bacia do Araripe, Jurássico Superior - Cretáceo Inferior, é notória pela ocorrência de caules fósseis silicificados, o que indica a possibilidade da região ter suportado florestas de gimnospermas na época. Alguns desses lenhos fossilizados permitiram a inferência de atividade fitofágica em coníferas durante o período, pois foram encontradas perfurações e demais danos com padrões morfológicos típicos da ação de artrópodes, na madeira silicificada. Tais estruturas, em sua maioria, são simples, com poucos milímetros de largura e foram, portanto, atribuídas a cupins como principais causadores. No entanto, perfurações diferentes das previamente relatadas foram identificadas em amostras de lenho mineralizado da mesma formação geológica. A partir da observação e comparação destas estruturas com demais escavações atuais, é possível sugerir um segundo grupo de artrópodes fitófagos como responsáveis. Nessas perfurações são observados túneis e galerias com complexidades estruturais semelhantes a padrões caraterísticos resultantes do comportamento de inúmeras famílias de insetos. Todavia, a grande diversidade de Insecta torna difícil a inferência de um gênero ou até mesmo uma espécie, contando apenas com a observação de seus rastros fósseis. Portanto, um estudo mais aprofundado se faz necessário para que seja possível a descrição do icnofóssil, bem como a identificação do organismo produtor, uma vez que não são ecnontrados somatofósseis de insetos na Formação Missão Velha. Com isso, será possível ampliar o conhecimento sobre a diversidade da entomofauna e suas relações ecológicas para o nordeste brasileiro, na transição do período Jurássico para o Cretáceo.