Busca avançada
Ano de início
Entree

O teatro cego e a articulação de signos não visuais na condução da fábula

Processo: 18/05820-0
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Iniciação Científica
Vigência (Início): 01 de janeiro de 2019
Vigência (Término): 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Teatro
Pesquisador responsável:Gina María Monge Aguilar
Beneficiário:Victor Hugo Camargo de Sousa
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Signo linguístico   Paisagem sonora   Adaptação sensorial   Pessoas com deficiência visual

Resumo

Esse projeto propõe uma pesquisa sobre o teatro cego - linguagem que coloca atores e espectadores em uma sala mergulhada na mais completa escuridão -, com foco no estudo da rede de signos não visuais que leva à condução da fábula de um espetáculo que se vale do formato. Ao identificar na anulação da visão um elemento potencializador poético da cena, o teatro cego abre caminho para os deficientes visuais, que passam a compor no elenco e na plateia das peças. Assim, é uma possibilidade de arte inclusiva e sensorial, algo que vem ganhando cada vez mais terreno nos últimos anos, apesar de ainda pouco falado na academia. Essa pesquisa vem no intuito de contribuir para a mudança desse quadro. Ela terá dois eixos, um teórico e o outro prático: o estudo das articulações sígnicas utilizadas em uma montagem do grupo paulistano de teatro cego, e a exploração prática de possibilidades de signos dentro da linguagem por meio de um grupo de estudos. Para iluminar o caminho, vou me valer de materiais como entrevistas realizadas com membros dos grupos portenhos que deram origem à técnica, bem como de bibliografia sobre: cegueira, acesso dos deficientes visuais à arte, arte sensorial, signo cênico, paisagem sonora, e exercícios práticos para atores. O principal material de pesquisa serão quatro espetáculos que usam a técnica aos quais assisti, brasileiros e argentinos, em especial "O grande viúvo", produzido pelo grupo de São Paulo e a partir do qual farei a observação dos signos. Também prevejo a solicitação de uma BEPE (Bolsa de Estágio de Pesquisa no Exterior) para aprofundar a pesquisa.