Busca avançada
Ano de início
Entree

Distúrbios sensoriais da laringe: diagnóstico e reabilitação

Processo: 18/06134-2
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Pós-Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 19 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Fonoaudiologia
Pesquisador responsável:Mara Suzana Behlau
Beneficiário:Vanessa Veis Ribeiro
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Doenças da laringe   Estudos de validação   Treinamento da voz   Laringe   Protocolos   Voz

Resumo

Introdução: O diagnóstico fonoaudiológico de pacientes com disfunções laríngeas pode ser feito por diversos procedimentos, porém, não há um teste ou instrumento específico em português brasileiro para mensurar os distúrbios sensoriais da laringe. Além da dificuldade na identificação dessa população, há carências também na área de reabilitação. Apesar da literatura preconizar que o foco da reabilitação nos casos de distúrbios sensoriais da laringe seja sensorial e não motor, não foram encontrados na literatura ensaios clínicos que tem comparado os efeitos de reabilitações com essas duas perspectivas, nessa população. Vê-se assim a necessidade tanto de adaptar transculturalmente e validar um questionário para uso no processo de diagnóstico, quanto analisar o efeito de dois métodos de reabilitação para os casos de distúrbios sensoriais da laringe, a fim de fomentar a prática clínica baseada em evidência científica. Objetivo: Adaptar transculturalmente e validar o Newcastle Laryngeal Hypersensitivity Questionnaire em português brasileiro para mensurar as sensações laríngeas em indivíduos com queixas relacionadas à síndrome de disfunção laríngea; analisar o efeito do SPEech Pathology Intervention Program for CHronic Cough (SPEICH-C), comparado ao Programa de Terapia Vocal (PTV), na percepção das sensações laríngeas e dos sintomas vocais em indivíduos com queixas relacionadas à síndrome de disfunção laríngea. Metodologia: Trata-se de um estudo constituído por duas fases, a primeira com delineamento de estudo longitudinal prospectivo e a segunda com delineamento de ensaio clínico randomizado. Os participantes serão divididos em dois grupos: Grupo Saudável - adultos saudáveis com ausência de queixas ou histórico de alterações vocais, respiratórias ou gástricas; Grupo com Síndrome de Disfunção Laríngea - adultos com queixas relacionadas à síndrome de disfunção laríngea. Fase I - adaptação transcultural e validação do Newcastle Laryngeal Hypersensitivity Questionnaire na qual participarão ambos os grupos, conforme necessidade de cada uma das quatro etapas: tradução e adaptação transcultural (tradução e avaliação da equivalência cultural), análise da validade (validade de conteúdo e de construto), análise da confiabilidade (consistência interna e da reprodutibilidade) e análise de sensibilidade (sensibilidade individual das questões do questionário e mudança com tratamento). Fase II - ensaio clínico randomizado no qual participarão apenas os indivíduos do Grupo com Síndrome de Disfunção Laríngea, divididos randomizadamente em dois grupos: Grupo Experimental (GE) - constituído por indivíduos que realizarão o SPEICH-C; e Grupo Controle (GC) - constituído por indivíduos que realizarão o PTV. Serão analisados dois desfechos primários: autopercepção de sensações laríngeas e autopercepção de sintomas vocais. Os dados serão analisados utilizando-se o software Statistica 15.0 e SPSS 16.0, considerando-se um intervalo de confiança de 95%.