Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da mitofusina 2 e da dinâmica mitocondrial em osteoclastos sobre a reabsorção óssea em modelo experimental de Osteoartrite

Processo: 18/17167-9
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de dezembro de 2018
Vigência (Término): 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Sandra Yasuyo Fukada Alves
Beneficiário:Lucas Gabriel Rodrigues Venturini
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas de Ribeirão Preto (FCFRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Mitofusina 2   Osteoclastos   Reabsorção óssea   Osteoartrite   Metabolismo energético   Dinâmica mitocondrial

Resumo

Os osteoclastos são células únicas com a função de reabsorção óssea. Esta função demanda uma alta carga energética, por isso acredita-se que as mitocôndrias, organelas abundantes em osteoclastos, participam da reconfiguração metabólica que ocorre durante os processos de diferenciação e de ativação celular. Sabe-se que as mitocôndrias mudam de número, tamanho e conformação, em um processo denominado de dinâmica mitocondrial, o qual é dividido em fusão e fissão mitocondrial. A dinâmica mitocondrial é regulada por uma rede de moléculas, sendo uma delas a mitofusina 2 (Mfn2). A Mfn2 possui um papel importante de regulação metabólica, sendo também um importante fator de sobrevivência celular. Considerando o papel da Mfn2 no processo de fusão mitocondrial e que o papel da dinâmica mitocondrial no contexto de doença osteolítica ainda é desconhecido, o presente projeto pretende avaliar a importância do comportamento e dinâmica mitocondrial em osteoclastos sobre o processo de diferenciação osteoclastogênica in vitro, bem como sobre a reabsorção óssea em um modelo experimental de perda óssea. Inicialmente, pretendemos caracterizar as alterações morfofuncionais das mitocôndrias durante a diferenciação de osteoclastos in vitro. Em seguida, avaliaremos o efeito da deleção seletiva da Mfn2, em osteoclastos (camundongos CtpskCre Mfn2flox/flox, e seus respectivos controles), sobre as características morfofuncionais das mitocôndrias e o metabolismo energético durante a diferenciação e ativação de osteoclastos in vitro. Avaliaremos ainda, o envolvimento da Mfn2 durante o processo patológico osteolítico na articulação do joelho de animais (camundongos CtpskCre Mfn2flox/flox, e seus respectivos controles) submetidos ao modelo experimental de Osteoartrite. (AU)