Busca avançada
Ano de início
Entree

Os conceitos de lugar, bem-estar e vida cotidiana a partir de sujeitos com cegueira: reflexões geográficas do Brasil e Nova Zelândia

Processo: 18/23988-5
Linha de fomento:Bolsas no Exterior - Estágio de Pesquisa - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2019
Vigência (Término): 31 de julho de 2019
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Geografia - Geografia Humana
Pesquisador responsável:Raul Borges Guimarães
Beneficiário:Leandro Buzzo Mourão Guimarães
Supervisor no Exterior: Robin Affric Kearns
Instituição-sede: Faculdade de Ciências e Tecnologia (FCT). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Presidente Prudente. Presidente Prudente , SP, Brasil
Local de pesquisa : University of Auckland, Nova Zelândia  
Vinculado à bolsa:18/05967-0 - Viver com cegueira : a construção do ser-no-mundo e as relações de pertencimento ao lugar em presidente Prudente- SP, BP.MS
Assunto(s):Lugar   Brasil   Geografia da saúde   Cotidiano   Nova Zelândia   Cegueira   Bem-estar

Resumo

Encontra-se em desenvolvimento no Programa de Pós de Graduação - UNESP Presidente Prudente a minha dissertação de mestrado. No âmbito desse projeto, a perda da visão tem sido analisada considerando em que medida ela afeta diretamente a relação dos indivíduos com os lugares que habitam, sobretudo, porque a visão não é um simples registro de estímulo de luz, mas um processo seletivo e criativo em relação ao ambiente. Trata-se de um dos principais sentidos que nos fornecem significados e, a perda deste incide diretamente no processo de como se conhece e se constrói a realidade. Isto faz com que as pessoas com cegueiras encontrem outras maneiras, seja através do tato, paladar, olfato ou adição de conceber o espaço geográfico. Contudo, ao expormos tal preocupação com esses sujeitos, assim como os desafios teóricos e metodológicos que exigem o desenvolvimento da pesquisa de mestrado, ressaltamos a necessidade de buscarmos na University of Auckland, materiais e experiências que nos permitam realizar reflexões e aprofundamentos, principalmente sobre os temas fundamentais do trabalho quais sejam: o conceito de lugar, bem-estar, vida cotidiana, e pesquisa qualitativa. Para isso, consideramos fundamental o presente plano de atividades, sob a supervisão do Prof Robin Kearns, tendo em vista que para esse pesquisador canadense, erradicado na Nova Zelândia, o foco da pesquisa geográfica não é do adoecimento, mas na relação da dimensão da saúde no processo de produção da vida